Categoria "Lugares"

Beto Carrero World (beda #11)

Em 11.08.2015   Arquivado em Lugares

DSC04194
Esses dias eu fui lembrada pelo facebook de uma postagem da minha viagem para o Beto Carrero World, dois anos atrás. Sei que faz bastante tempo, mas gosto tanto dessas fotos que fiquei com tanta vontade de compartilhar aqui.

Fizemos essa viagem nas férias de Julho de 2013 e foi uma viagem deliciosa. Fomos de carro então paramos em Curitiba e depois seguimos para Santa Catarina. O Beto Carrero quase foi deixado de lado, porque o tempo estava chuvoso, mas felizmente a chuva deu uma trégua e conseguimos ir a esse parque maravilhoso! As fotos são beeem turísticas, não estão com a melhor qualidade mas elas me lembram bons momentos. 😀

DSC04282
Eu adoooooro essa foto, sério! hauhauahah
Inclusive, no dia que o facebook me lembrou da viagem eu fui lá e atualizei minha foto do perfil com ela. Essa parte do parque é onde fica o meu brinquedo favorito de todos os tempos: o Free Fall (quero taaaanto voltar lá e ir nesse brinquedo umas 20 vezes! hauahauahuauh).

DSC04184
Eu sendo parte da paisagem 😛

DSC04339
O Arthur sendo o Beto Carrero! hauahauhauha

DSC04217
Totalmente sem noção de entrar em um tubarão no meio da terra de casaco branco.

DSC04273
Mother of Dragons

DSC04179
O Arthur é completamente medroso e eu tive que ir sozinha nos brinquedos radicais. Os brinquedos que fomos juntos foram: a xícara, o teleférico, roda gigante e montanha russa do TIGOR (pra quem não sabe, Tigor é um personagem infantil, logo…). Aí ele me fez ir no show dos Velozes e Furiosos nos dois dias que estivemos no parque e foi no kart…


Meu segundo brinquedo preferido: FireWhip – uma montanha russa com os pés suspensos. Foi meeeega emocionante. Fui na frente – como em todas as montanhas russas que vou na vida, eu sempre espero um pouco mais na fila pra ir na frente, porque senão não tem graça! hauahauah


O Beto Carrero tem contrato com a Dream Works, então tem vários brinquedos e áreas temáticas com os personagens dos filmes. Fizemos fotos com eles no segundo dia e eu adorei! Tem Madagascar, Shrek, Mega Mente…

DSC04391
A foto mais legal de todas, com o Rei Julian! *-*


O parque é gigante e tem tanta coisa legal!!! Felizmente fomos dois dias e deu pra conhecer quase tudo e ir em quase todos os brinquedos. Com certeza é um lugar que recomendo demais, a diversão é garantida! Não vejo a hora de voltar, mas quero ir no verão pra aproveitar as praias de Santa Catarina também – que são maravilhosas .

Quem aí já foi ou tem vontade de ir? Me conta nos comentários! 😀

Festa da Cerejeira no Parque do Carmo – SP (beda #4)

Em 04.08.2015   Arquivado em Fotografia, Lugares


No último fim de semana rolou a Festa da Cerejeira lá no Parque do Carmo em SP capital. Eu fui e vim mostrar tudo pra vocês. Se preparem para um post predominantemente cor-de-sakura-rosa e lindo!

Fazia tempo que eu queria ir nessa festa, porque o Parque do Carmo é o local onde há o maior bosque de cerejeiras do mundo (fora do Japão, claro) e eu estava louca pra ver todas aquelas árvores cheias de florzinhas todas juntas. Aproveitamos o fim de semana para visitar um casal de grandes amigos e fomos todos juntos à Festa. Claro que eu adorei e vou contar porque.


O parque é longe. Bem longe – quer dizer, depende de onde você está, né? Estávamos no Bom Retiro, na região Central da cidade e levamos umas boas duas horas para chegar até lá. Chegando, ainda pegamos uma longa fila para conseguir entrar no estacionamento e então ficamos mais algum tempo no carro procurando vaga.

Estava lotado e acho que a foto acima demonstra bem isso. Tenho algumas outras que mostram um pouco mais de caos nas barracas de comida, mas é desnecessário deixar o post feio com a realidade, né? hauahuah

Já te deixo avisado para o próximo ano: vai estar lotado, não tenha dúvidas.


Pessoas sentadas embaixo das árvores para contemplar a beleza das cerejeiras floridas.

Todos os anos a Federação Sakura e Ipê do Brasil organiza essa festa e esta foi a 37ª edição. A duração é de um fim de semana – começa na sexta e acaba no domingo. Fomos no sábado e estava um dia de inverno quente e ensolarado.

As flores de cerejeira são muito apreciadas no Japão – onde são chamadas de Sakuras – e por isso trata-se de uma festa japonesa. Há barracas com comidas típicas da culinária japonesa (comemos hot holls e tempurá de sorvete – apesar da fila imensa e maior caos dentro da barraca, estavam deliciosos e valeram muito a pena), apresentações culturais, vendas de mudas de cerejeiras e outras plantas, muita gente querendo praticar o hanami (ato de se sentar embaixo de uma cerejeira e contemplar sua beleza), gente querendo tirar muita foto e outras pessoas (EU) querendo fazer todas as coisas junto!

Eu fiquei hipnotizada com a beleza das lindas florzinhas e fiz meio milhão de fotos!

O que não pode faltar na sua bolsa para visitar o parque nessa festa: uma esteira ou canga para se sentar sob as flores, comida ou disposição para comprar comida típica, quentinha e deliciosa nas barracas e muito bom humor para não ficar estressado com a multidão e não estragar o seu dia nem o dia de ninguém.

Sério, vi muita gente se estressando à toa e também li comentários negativos pela internet de gente que foi e achou mal organizado. Não é má organização, é que muita gente quer visitar e comer. Não tem como ser instantâneo. Mas vale lembrar que é um passeio e o mais importante é aproveitá-lo e se divertir!


Muitas pessoas escrevem desejos em um papel e penduram na árvore, achei super inspirador! A Tati – que estava conosco – falou que ano passado estavam pendurando origamis, infelizmente não encontrei nenhum dessa vez.


Passamos a tarde toda por lá. Comemos embaixo de uma árvore, contemplamos, conversamos, fotografamos e passamos ótimos momentos. Com certeza será um dia que vou lembrar por vários anos.

Como eu já falei, a festa foi nesse último fim de semana, mas caso você tenha ficado com muita vontade de ir e puder ir até Campos do Jordão, também há um bosque de cerejeiras lá e estará tendo festas todos os fins de semana até o dia 16 de Agosto. Se quiser mais informações, pode acessar a página do evento no Facebook

E caso queira se programar para o próximo ano, tem mais informações sobre a festa do Parque do Carmo aqui.

Se gostou e quer ver mais fotos, clica aqui e dá uma olhada nesse post da Clay que está cheio de fotos maravilhosas!

Espero que tenham gostado das fotos e sentido toda a energia positiva que tinha por lá aí do outro lado da tela. Se já foi ou quer ir a uma dessas festas, me conta nos comentários! 😀

Passeio em Campos do Jordão

Em 11.07.2015   Arquivado em Fotografia, Lugares, Melman

Aproveitamos um dos dias do feriado que teve no Estado de São Paulo (9 de Julho) para levar o Melman pra passear em Campos do Jordão. Não levamos em consideração que era um feriado prolongado e encontramos uma cidade caoticamente lotada. Mesmo assim conseguimos aproveitar e fiz algumas fotinhas. Vim compartilhar com vocês. 🙂

Claro que o Melman foi fotografado – não tanto quanto eu gostaria, já foi bem difícil conseguir as fotos que fiz, ele não é chegado em parar quieto – ainda mais que ele tava com blusinha nova. Fez o maior sucesso!

Campos é uma cidade extremamente florida. Inclusive no inverno. Essa foto é de um restaurante que tem lá. Adoro fotorafá-lo, porque não tem como sair feio. Preparem-se para ver muitas flores nesse post. 😛


Mais um pouco de beleza imensurável, pra vocês. 😛

Fiquei extremamente feliz por encontrar uma cerejeira florida. Sou apaixonada por essas arvorezinhas cor-de-rosa e elas são sempre assuntos perfeitos pra fotos. Fiz umas 30, mas me contive na escolha pras fotos do post. hauhauha


Achei essa combinação guarda sol branco + cerejeira florida a coisa mais linda da face da Terra!


Perfeição! *-*

É possível que lavandas sejam as minhas flores preferidas, no mundo. Fico hipnotizada sempre que vejo (lembram da minha foto da abelhinha nas lavandas, também lá em Campos? É uma das minhas preferidas, virou até capa da fanpage do blog). Fiz muuuitas fotos delas, mais ainda do que das sakuras. Mesmo já secando estão lindas e são super fotogênicas. Lá na entrada do teleférico tem um laguinho com os pedalinhos de cisne, adorei o resultado da foto.

E claro que tem toda a nossa beleza de família mais maravilhosa pra compartilhar aqui também. A primeira foto mostra bem toda a vontade do Melman de sair em fotos. Na segunda estamos justamente rindo, pois tiramos muitas fotos que ele virou bem na hora do clique!

Moro a mais ou menos uma hora lá de Campos, a cidade é linda e muito organizada. No inverno é sempre point, pois lá é bem alto e faz mais frio do que na maior parte das outras cidades. Se você ainda não conhece, sugiro que coloque na lista de lugares para conhecer, com certeza não vai se arrepender – e lá é lindo o ano todo, viu? Mas tem bem mais coisas pra fazer no inverno. Tem alguns outros posts que fiz em outros passeios por lá, se quiser ver mais fotos, é só clicar aqui. E também tem esse post mais específico, que falei sobre algumas das atrações de lá.

Espero que tenham gostado das fotos. Se conhece ou quer conhecer Campos, conta pra mim nos comentários! 🙂

Snorkeling em Morro de São Paulo – BA

Em 04.02.2015   Arquivado em Lugares, Snorkeling

NOVATEK CAMERA

Não teria como deixar de falar aqui no blog sobre um dos meus assuntos preferidos no mundo: Snorkeling.

Eu AAAAAMO praia! E especialmente amo ficar olhando debaixo d’água na praia. Já tem mais ou menos um ano e meio que o Arthur e eu praticamos snorkeling e eu só me arrependo de não ter começado assim que nasci. Começamos por influência de um grande amigo nosso, o Felipe. OBRIGADA, FELIPE! 😀

Agora, sempre que queremos ir à praia, ela tem que ter peixes e água clara para ficarmos futricando o fundo do mar. Lá em Morro encontramos as duas coisas e agora vou mostrar pra vocês porque todo mundo deveria carregar máscara e snorkel pra praia!

NOVATEK CAMERACirurgião Azul – Primeira Praia

No primeiro dia que chegamos, assim que deixamos tudo no hotel, eu saí e fui conhecer as “profundezas” da praia que estávamos em frente, a Primeira Praia, e me deparei com esse peixinho azul lindo, que eu nunca tinha visto antes. Já foi o bastante pra não querer mais sair debaixo d’água. Em todos os outros 6 dias da viagem teve snorkeling. A Primeira praia é um ponto excelente. O paredão de pedra (de onde desce a Tirolesa) é cheio de vida.

NOVATEK CAMERA“Exército” de Sargentos – Quarta Praia

NOVATEK CAMERAPeixe donzela sorrindo pra foto (na verdade estava atacando a câmera hauahau) – Quarta Praia

NOVATEK CAMERACardume de paratis e dois borboletas embaixo – Quarta Praia

NOVATEK CAMERAQuarta Praia

NOVATEK CAMERADupla de borboletas – Quarta Praia

NOVATEK CAMERALinguado – Quarta Praia

Outra praia que fomos várias vezes para ver os peixinhos foi a Quarta Praia. Lá se formam várias piscininhas naturais quando a maré está baixa e dá pra ver muuuuito peixinho. O mais legal que vimos lá foi esse linguado da foto acima, eu afundei pra ver um outro peixinho e acabei “esbarrando” com ele que estava camuflado na areia.

NOVATEK CAMERABudião arara – Ilha do Caitá

NOVATEK CAMERAPeixinho borboleta – Ilha do Caitá

NOVATEK CAMERAO Arthur levantando pedras do fundo para os peixinhos irem comer o que tinha embaixo.

NOVATEK CAMERAPeixe borboleta que persegui (e essa foto é a minha preferida!) – Ilha do Caitá

Com certeza se me perguntarem qual é o melhor lugar para fazer snorkeling em Morro de São Paulo eu responderei que é a Ilha do Caitá. Antes de irmos pra lá estávamos tentando fazer nas pedras que dividem a Primeira e a Segunda praia, mas a água estava extremamente turva e não dava pra ver nada a mais de 40cm de distância. Fomos pra Ilha do Caitá pois nos disseram que estava melhor, mas eu não imaginava que estaria tão perfeito! A água lá estava super clara e o lugar é lotado de peixes! Vimos vários peixes enormes e o melhor: eles são super tranquilos, não se amedrontam e ainda vem comer coisas se você levanta uma pedra do fundo (dá pra ver no vídeo que está no fim do post). Infelizmente só fomos uma vez (íamos voltar pra casa no sábado e só conhecemos a ilha na sexta). Pra chegar lá alugamos caiaques e pagamos R$15,00 por pessoa, ficamos lá por uma hora e meia. Mas não é muito distante e dá pra chegar nadando se quiser economizar ou não gostar de remar. Fica em frente a Terceira Praia.

NOVATEK CAMERASalema – Prainha do Forte

Uma outra prainha linda que conhecemos foi a Prainha do Forte. A avistamos do Mirante do Farol e fomos conhecer no dia seguinte. O lugar é maravilhoso, uma pena que quando fomos a água estava turva. Não vi muitos peixes por lá, mas encontrei com esse salema da foto acima. Adoro esse peixinho, vira e mexe encontro dele em Ubatuba.

snorkeling 04Eu sendo “peixa” na Quarta Praia 😀

O equipamento básico para a prática de snorkeling é apenas a máscara e o snorkel (tubinho por onde você vai respirar). O kit com os dois custa em média R$100,00 e compensa muito comprar se você sempre vai à praia ou vai ficar em alguma praia paradisíaca por um período longo. Se suas idas são esporádicas e você só vai praticar o mergulho livre por um ou dois dias, pode optar por alugar. O preço cobrado para aluguel é entre R$15,00 e R$20,00 por um dia com o equipamento.

A nadadeira é opcional, mas ajuda muito. Ela te dá velocidade e faz com que se canse menos por precisar de menos esforço para se movimentar na água. Paguei R$119,00 na minha. Imagino que o aluguel de uma deve ser o mesmo valor do kit com máscara e snorkel

Eu também uso uma camiseta de lycra com fator de proteção solar 50, isto é, ela me protege 50 vezes mais do que se estivesse sem e como sempre que entro na água eu fico por horas, acaba sendo bem importante ter uma. Paguei R$39,90 nessa preta da foto.

Momentos snorkeling do vídeo: Prainha do Forte – dos 5:55″ até 6:50″ | Ilha do Caitá- 10:45″ até 13:20″

No Vlog de Morro de São Paulo tem alguns momentos do nosso snorkeling 🙂

Enfim, essa foi a minha experiência com máscara e snorkel na maravilhosa ilha baiana Morro de São Paulo. Como vocês viram, foi tudo maravilhoso e se você nunca praticou snorkeling, deveria experimentar algum dia, é uma experiência incrível! O post ficou enorme, mas é porque eu realmente queria compartilhar toda essa beleza com vocês.

As fotos não ficaram excelentes, pois além da câmera ser bem básica (usei a SJ4000 e ela é mais voltada para vídeos do que para fotos) é muito difícil tirar fotos debaixo d’água! Mas eu sigo praticando e melhorando. Espero que tenham gostado 🙂

Preciso agradecer novamente ao Felipe, que deu uma luz no facebook para que eu nomeasse os peixinhos (que até então estavam sendo chamados de “peixinho lindinho/bonitinho/que não conheço”  hauahuahauh). Obrigada, Cotinha! <3

Me conta o que achou nos comentários? Já mergulhou ou fez snorkeling? Gostou? Tem vontade de experimentar? Vamos papear!

Piscina + sol + céu azul = Férias de Verão!

Em 31.01.2015   Arquivado em Lugares, Rotaroots

Castelo Parque Aquático 03ALERTA: Esse post contém fotos pessoais de pessoas comuns em momentos espontâneos de felicidade.

Eu pensei meio milhão de vezes em postar essas fotos aqui. Mas a minha vida comum e cotidiana com certeza não é o centro de interesse de mais ninguém além de mim mesma (e das pessoas que amo e me amam, claro).  Acabei não colocando. Aí veio o Rotaroots e  saciou minha vontade com o projeto fotográfico desse mês: férias de verão <3

Do fim do ano passado até o comecinho desse ano, nós fomos pra casa dos meus pais, em Sorocaba (interior de São Paulo) e passamos bastante tempo com o Caio, meu irmãozinho mais novo. Saímos só nós três várias vezes pois meus pais tinham outros compromissos. Em um desses passeios, fomos ao Castelo Parque Aquático, que fica a uns 50 km de Sorocaba.

Castelo Parque Aquático 01 Castelo Parque Aquático 02 Castelo Parque Aquático 04 Castelo Parque Aquático 05 Castelo Parque Aquático 06 Castelo Parque Aquático 07 Castelo Parque Aquático 08E essas são as minhas memórias desse dia super a cara do Verão! São fotos bem amadoras, com nada de especial além da nossa felicidade, mas isso já basta para que eu as ame <3

Tive vários outros momentos incríveis nessas férias (incluindo a viagem maravilhosa), mas acabei escolhendo só esse passeio, já que quis postar todas essas fotos. hauahuaahu

A câmera que usei foi uma gopobre a SJ4000, que tem uma caixa estanque à prova d’água – a mesma que usei nas partes aquática do vídeo de Morro de São Paulo.

Espero que gostem das fotos e não me julguem pelas banhinhas saindo pelos cantos do biquíni hauhauahuah.

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Página 2 de 512345