Melman (e Kiv) estrelando: O Dia do Cachorro

Em 04.10.2016   Arquivado em Melman

Vamos falar de coisa boa? Vamos! Vamos falar de cachorrinhos!

Hoje é dia 04 de Outubro e é comemorado o Dia Mundial dos Animais e também o Dia do Cachorro. Como mãe de uma coisinha perfeita dessas, eu não poderia deixar passar em branco. A convite da BitCão, vim fazer mais um post especial do Melman. E dessa vez ainda tem bônus: vou mostrar pra vocês o meu sobrinho Kiv!

Fotografar o Melman não é nada fácil. Ele é super tranquilo e praticamente dorme o dia todo, mas é me ver com a câmera pra começar a se mexer bem na hora que eu aperto o botão da máquina! As fotos sempre saem todas tremidas e eu acabo desistindo. Mas vira e mexe eu pego ele desprevenido e/ou fico tirando fotos até ele cansar e algumas saem lindas (impossível ser diferente com uma coisinha dessas, né?). Separei algumas delas e vim mostrar pra vocês nesse dia tão especial para os nossos peludinhos!

O Melman é uma coisinha única. Ele é um Yorkshire Terrier, mas ele é um pouco diferente do “padrão” da raça. Ele pesa a metade do que deveria pesar, porque tem a metade do tamanho que deveria ter. Normalmente as pessoas pensam que ele tem 4 meses, ao invés de 4 anos. É o meu eterno filhote!!!

Ele é filho da Manu e do Pingo, os cachorrinhos filhos da minha prima. Quando ele nasceu ele era bem menor do que os irmãozinhos e eles não o deixavam mamar, a gente tinha que ficar interferindo e isso me fez me apaixonar demais por ele! No começo eu o chamei de Nemo e depois de Bart. Mas no fim o Arthur e eu escolhemos Melman e acho que ele não poderia ter um nome mais perfeito!

Aqui em casa o Melman é o nosso filho. E quem nos conhece sabe que o amor que sentimos por ele é exatamente o mesmo amor que os pais sentem pelas suas crias. O Arthur é tão apegado nele quanto eu e é o melhor pai do mundo! O Melman é um bichinho de sorte! ❤

Nós passeamos duas vezes por dia com ele, uma pela manhã e outra no fim da tarde. O Arthur é o responsável pelo passeio da manhã e eu o outro.

Cachorrinhos adoram passear e interagir e os passeios também são um ótimo exercício físico para eles. A menos que você more em um sítio com uma área enorme por onde ele possa correr, é importantíssimo passear com o seu cãozinho o maior número de vezes possível!

Apresentando à vocês: o Kiv!

O Kiv é o cachorrinho que a irmã e o pai do Arthur adotaram, ano passado. Essa foto – e as outras que eu vou mostrar – é de logo que ele havia chegado às nossas vidas. No primeiro fim de semana que ele estava na casa deles ele já veio aqui pra casa, ficar comigo. Ainda era filhotinho e tinha pouco mais de dois meses. Olha quanta fofura!

Fiz essas fotos enquanto ele e o Melman ainda estavam deitados, de manhã. Os dois estavam com pijaminha, fofos e com carinha de sono. ❤

Desde o primeiro dia que ele chegou, todo mundo se apaixonou por ele! Ele foi adotado, de uma família muito linda, que adotou a mãe dele já grávida dele e das irmãzinhas (ele tem duas irmãs). A gente não sabe quem é o pai dele, então eu costumo brincar que ele é filho de uma capivara – por causa da cor e dos olhos delineados, iguais aos de uma capivara! haha).

Hoje em dia ele cresceu bastante, mas continua tão lindo quanto nessas fotos. Mas fazer fotos dele é ainda mais difícil do que do Melman: ele é terrível e não para nem por um segundo!

O Melman e o Kiv são primos e eles tem um relacionamento exatamente igual ao do meu irmãozinho com o nosso priminho: eles se amam mas brigam o tempo todo! haha

Um tem ciúmes do outro. Além disso, o Kiv é cheio de energia e sempre vem com tudo em cima do Melman, que tem um quarto do tamanho dele e sempre sai perdendo. Aí o Melman se irrita e começa a reclamar e fugir. Mas depois de um tempo juntos eles se acalman e até deitam pertinho um do outro. Então, se você sempre acha que seu cachorrinho não se dá bem com os outros por causa de situações desse tipo, saiba que eles sempre se acostumam! Só precisamos ficar de olho no começo, pra ninguém se machucar. Depois de um tempinho, eles já estarão se amando!

Adote um companheiro para a vida inteira!

Adotar um cachorrinho (ou gatinho ❤) é a coisa mais linda que você pode fazer. Esses bichinhos são extremamente amorosos e transbordam todo esse amor nas nossas vidas. Não importa o quão puro seja o seu amor por alguém, ele nunca será tão desinteressado quanto o amor de um cãozinho.

Hoje existem inúmeras organizações engajadas no cuidado com eles e elas são responsáveis pelo salvamento de muitas vidinhas. Mas a gente pode ajudar acolhendo uma delas em nossas vidas. A adoção é a melhor forma de encontrar em um cachorrinho um companheiro para toda a sua vida!

Algumas considerações sobre adoção responsável

Bichinhos não são brinquedo! Você não pode adotar um cachorrinho filhote para dar de presente a uma criança (ou até mesmo para você) e depois que enjoar abandoná-lo. Eles são vidas e precisam de amor e cuidado!

Cachorrinhos não desaparecem quando são inconvenientes. Já vi vários casos de pessoas doando seu bichinho (ou pior: abandonando!) com a desculpa de que viaja demais ou de que não tem tempo para cuidar. Quando você for adotar, pese todas essas situações. Adote com a consciência de que precisará ter um lugar para ele ficar quando você não puder.

Eventualmente, ele vai ficar doente. E você vai precisar cuidar dele, não apenas gastar com o veterinário e remédios, mas dispor do seu tempo e comprometimento em tratá-lo enquanto ele precisar.

Você tem cachorrinho (ou outro bichinho) em casa? O que você acha mais importante na relação que temos com eles?

Espero muito que esse post e essas fotos de fofuras te inspirem e caso você ainda não tenha um anjinho desses na sua vida, que considere salvar duas vidas (a sua e a dele) e adotar um bichinho. Tenho certeza que não vai se arrepender!

  • carol sena

    Em 04.10.2016

    que coisas fofos, na minha casa tem dois, o bob e o Lion, meu pai é louco por eles, eu admiro muito!

    Blog Entre Ver e Viver

    [Responda]

    Camila Martins

    Em 04.10.2016

    Carol, eles são presentes em nossas vidas, não é?
    Eu sou apaixonada por bichos e às vezes até levo umas mordidas por querer fazer carinho em cachorrinho que não tá a fim! hauahauha
    Beijooo!!!

    [Responda]

  • Clayci

    Em 04.10.2016

    EIKE AMOR MEU DEUS QUE COISA FOFA
    DA VONTADE DE APERTARRRR ARGGGGG

    pronto.. hauhauhauhauah
    Eu sempre tive cachorros <3
    Tive Lhasa, Poodle, Shar-pei e hoje sou dona de uma gata que encontrei na rua rs

    Mas cachorro são os melhores amigos e ainda vou voltar a adorar um peludo
    Beijos

    [Responda]

    Camila Martins

    Em 04.10.2016

    Clay, eu sou apaixonada por cachorros. Sempre fui!
    Mas ultimamente eu estou fissurada com a ideia de ter um gatinho. Estou em processo de convencer o Arthur, que fica falando que o bichinho vai arranhar o Melman! hauahauha
    Mas já avisei que se achar um gatinho dando sopa na rua – igual vc achou a Mishu – eu vou trazer pra casa! 😛
    Beijoooo! <3

    [Responda]