Instamonth – Novembro 2016

Em 05.12.2016   Arquivado em Instamonth

Nem preciso repetir que o ano está voando e blá blá blá… Basta dizer a vocês que hoje é dia 5 e que só hoje eu realmente percebi que Novembro já tinha acabado.

FALTAM. 20. DIAS. PARA. O. NATAL!

O que está acontecendo com o tempo? Acho que cheguei naquela fase da vida em que desejamos que o dia tenha 48 horas.

Novembro foi um mês bem cheio e conturbado. O reflexo disso é que quase não tiveram fotos no instagram e nem posts aqui no blog. Mas vou contar tudo pra vocês e dividir esse pouquinho de coisas que foram registradas. Bora?

O que teve em Novembro?

Comecei o mês falando do Fox. E também terminei o mês falando do Fox. Então como vou me extender um pouquinho nesse assunto, vou deixá-lo lá para o fim do post, tá? #saudadeFox

Comprei um negocinho pra prender o cabelo, que parece um fio de telefone, e ele está me rendendo muita nuca livre e fresca nos dias que resolve fazer calor (com esse tempo louco que tem aparecido em pleno fim de ano!) e um penteado que eu acho super descolado e me sinto a pessoa mais moderna do universo! haha

O aniversário do Caio, do qual eu tanto falei, finalmente aconteceu em Novembro. Corri igual uma louca para fazer as coisinhas que tinha prometido pra ele, pois deixei tudo pra última hora. Mas deu tudo certo e foi um sucesso! Agora só estou devendo os DIYs pra vocês! haha

Passei Novembro todo lendo um livro que comecei ainda no finzinho de Outubro. Está em doses homeopáticas e nem sei o que dizer sobre ele ainda. Às vezes me irrito, às vezes até que curto a leitura… Vamos aguardar o fim dele pra ver o que vai ser, né? O livro é A Bruxa de Near.

Antes do tão aguardado post, com os famigerados Planners de 2017, sair (sério, eu recebo vários recadinhos lindos, todos os dias, perguntando sobre eles! ❤) eu escrevi 5 passos para ser mais organizado. Assim a gente já vai treinando nesses últimos suspiros de 2016, para ahazar na organização em 2017!

E também teve post com 5 maneiras de reutilizar potes e garrafas de vidro para deixar a casa mais fofa e funciuonal de forma barata e sustentável! 🙂

Mas, Camila, e o Fox?

Quem me acompanha no Instagram (ou me conhece) já sabe sobre o Fox. Como eu já tinha contado em um post aqui no blog, nós o encontramos na praça aqui em frente ao condomínio onde moramos e o resgatamos, pois ele é cego, estava todo perdido e desnorteado e não tinha como ficar sozinho na rua.

Nós o pegamos com a intenção de levá-lo à uma ONG ou alguém que pudesse cuidar dele, pois nós não podíamos. Mas aí não conseguimos nenhuma ajuda e ele se mostrou muito mais fácil de cuidar do que achávamos que seria – por ser cego – então ele ficou conosco.

Como eu escrevi no post que publiquei aqui no blog (mas que agora não está mais público), ele sempre foi muito dócil e ele e o Melman se davam muito bem. Porém, poucos dias depois de publicar o post aqui no blog, ele atacou a irmã do Arthur e a machucou, sem nenhum motivo aparente para o ataque. Nos assustamos com a mudança de comportamento dele e procuramos um adestrador, para sabermos como socializá-lo. Esse adestrador falou que a sozialização é feita apenas enquanto o dog é filhote e ele poderia ensinar ao Fox a obedecer a comandos (em outras palavras, se ele atacasse, a gente mandaria que ele parasse e ele pararia). Acabamos deixando o assunto de lado, o Fox não mordeu mais ninguém – ainda apresentava algumas alterações no comportamento, mas nada tão assustador – e a vida seguiu. Até que um dia ele atacou o Melman, também sem motivos. Acabou machucando o Melman, mas felizmente pegou de raspão. Sangrou bastante no focinho e ficou com a pálpegra inchada, pois pegou bem acima do olho.

Depois disso, a gente não tinha mais como deixar os dois sozinhos. O Melman é realmente pequeno (ele pesa 1,5 kg) e poderia acontecer algo grave.

É claro que nós não abanxonamos o Fox. Isso nunca foi uma opção! Encontramos uma chácara onde ele foi morar e pagamos um valor mensalmente para que ele seja bem alimentado e cuidado. Um grupo de amigos muito queridos nos ajuda a pagar esse lugar maravilhoso para ele morar – muito obrigada, pessoal! ❤

Hoje já faz 9 dias que ele está morando nessa chácara e já estou morrendo de saudade. Lá moram mais 21 cachorros e no comecinho ele tinha que ficar separado de todos, pois tentou até atacar um deles. Mas agora já está misturado com os outros, super feliz! *-*

Muitas pessoas nos julgaram quando falamos que não poderíamos mais ficar com ele. Falaram que não tivemos paciência, que existe um período de adaptação, que não deveríamos ter desistido dele. Ficamos com ele por um mês. Ele e o Melman sempre se deram muito bem, nunca se estranharam, então eu não sei o que aconteceu para ele mudar de comportamento e não tem como deixar o Melman exposto para experiência, porque ele se machucou e é realmente pequeno. Falar sempre é muito mais fácil do que viver a experiência por si próprio, então tomem cuidado ao julgar o que as pessoas fazem e comparar com o que você faria no lugar.


Mais um monte de coisas aconteceram e não foram parar no Instagram. O mês foi uma loucura e Dezembro já começou no mesmo ritmo!

Se você gostou desse post e ainda não me segue lá no instagram, segue lá: @cami_mrtns 🙂
Esse ano ainda vai ter muita coisa boa e quero compartilhar todas com vocês!