Subexplicado

Subexplicado

RotaRoots: 5 personagens que eu gostaria de ser.

Faz algum tempo que eu entrei para o Rotaroots, um grupo de blogueiros que querem resgatar a essência dos blogs como diários virtuais (para entrar é só se inscrever aqui).

Esse post é o tema do Meme de Abril e eu adorei a ideia, não poderia deixar de fazer. Então vamos à minha lista!

5º Lugar: Sheldon Cooper (The Big Bang Theory – série de TV)

Ele pode ser cheio de esquisitices e extremamente chato, mas é impossível não amá-lo. Além do mais, o cara é um gênio!!! Quem é que não adoraria saber tudo sobre exatas, humanas, biológicas e assuntos gerais? Mesmo que para isso significasse perder toda e qualquer habilidade social e ter alguns probleminhas de personalidade. Bom, eu gostaria! (hahahaha)
4º Lugar: Blossom (Blossom – série de TV)
Claro que toda garota que tem a minha idade sonhou ser a Blossom um dia. Pra quem não é dessa época, Blossom era o equivalente de hoje da Selena Gomes naquela série de feiticeiros da Disney (mas a Blossom não era bruxa… não achei outra comparação hauahauh). Ela era descolada, tinha uma família esquisita, uma amiga super legal e um monte chapéus. Claro que eu queria ser ela na época!!!
3º Lugar: Hans Hubermann (A Menina que Roubava Livros – livro e filme)
Desde a minha primeira leitura de A Menina que Roubava Livros, há uns 5 anos, o meu personagem preferido é o Hans (e olha que tem muito personagem fofo nesse livro!). Ele é sensível, doce, amável, um pai exemplar, um homem honesto e íntegro… A lista de qualidades desse senhor é interminável. Claro que eu gostaria de ser alguém como ele.
2º Lugar: Kate Austen (LOST – série de TV)
Quem assistiu Lost já sabe que essa mulher é guerreira! É bem verdade que não é a pessoa mais bondosa e e mais cheia de virtudes do mundo, mas ela sabe o que quer (tudo bem que ela passou a série inteira dividida entre o Jack e o Sawyer, ninguém é perfeito, né?) e vai atrás pra conseguir. Sem frescura, dura na queda e cheia de atitude; é assim que eu tento levar a vida e por isso eu queria ser a Kate!
1º Lugar: Daenerys Targaryen (As Crônicas de Gelo e Fogo – série de livros – e Game of Thrones – série de TV)
"Nascida na Tormenta, a Não Queimada, Mãe de Dragões, Rainha de Mereen, Rainha dos Ândalos e dos Primeiros Homens, Senhora dos Sete Reinos, Khaleesi dos Dothraki, Mhysa, a Primeira de Seu Nome" e ainda por cima linda, loira e poderosa! Quer mais do que isso? Pra mim já é suficiente. A Khaleesi é quem eu quero ser quando crescer!!!
Gostaram da minha lista? E vocês, quais são os 5 personagens que vocês gostariam de ser?
#beda – Blog Every Day in August
Piscina + sol + céu azul = Férias de Verão!
E se eu fosse uma celebridade?

Desafio: 30 dias, 30 contos (Parte 1)

Lembram do desafio de ler 30 contos em 30 dias (esse aqui) que lancei aqui no blog? Então, hoje vim falar sobre os primeiros 7 contos que li, dentro do desafio.
Pra começar, esse post está atrasado. Comecei na segunda-feira, dia 07 de Abril, e era pra ter falado sobre ele ontem, já que decidi falar de semana em semana. Mas eu não consegui escrever o post e acabou saindo atrasado. Enfim, sem mais enrolações, vou direto aos contros. Vou falar um pouquinho sobre cada um deles, assim dá pra ver se é ou não interessante para o estilo literário de cada um.
1º Dia (7 de Abril): Dormindo com o Espírito – Laurie Faria Stolarz (Livro Amores Infernais)

Esse conto é sobre uma adolescente, que se mudou para uma casa onde um garoto foi assassinado. Ela começa a sonhar com o espírito, que está tentando fazer contato para que ela possa ajudá-lo.

De verdade, esse conto foi um fiasco. É clichê e quanto a isso não tem nem como discutir. Mas claro que não é isso o que fez dele ruim. Ele é mal escrito, a autora viajou em algumas explicações que ficaram idiotas, o final é previsível… Enfim, eu não gostei. Tanto é que até mudei de livro pra continuar com o desafio. Deixei esse pro final.
2º Dia (8 de Abril): Mamãe Sabugueiro – Hans Christian Andersen (Livro Mamãe Sabugueiro e outras histórias bonitas)
É um conto infantil, de um livro que tenho desde que eu nem sabia ler e minha mãe que o lia pra mim. É sobre um contador de histórias e a lenda da Mamãe Sabugueiro. Realmente não consigo falar mais nada sobre ele sem falar o conto todo e a moral da história (rs). É uma historinha leve, cheia de alegorias e mensagens, como todo bom conto de fadas. Sou suspeita pra falar se é bom ou não, pois adoro o Andersen…
3º Dia (9 de Abril): Rita Hayworth e a Redenção de  Shawshank (Primavera Eterna)- Stephen King (Livro Quatro Estações)
Eu achei que já tinha lido esse livro, mas me enganei. Eu li apenas o 2º conto dele (Aluno Inteligente) há vários anos. Esse conto nos apresenta a história de Andy Dufresne, um homem inocente, acusado do assassinato de sua esposa e do amante dela, condenado à prisão perpétua.
Não tem nada sobrenatural no livro, é apenas uma história sobre a vida na prisão. Não consigo nem expressar o que sinti a respeito desse conto. Com tão pouco o Stephen King fez tanta coisa! O conto é incrivelmente bom. Me peguei ao longo de toda a leitura sofrendo junto com o Andy e torcendo por ele. O final é ótimo e como todo bom conto nos deixa com a cabeça cheia, imaginando tudo o que pode ter acontecido. Foi o melhor conto que li nessa primeira semana.

4º Dia (10 de Abril): Pequeno PaísNick Hornby (Livro Foras da Lei Barulhentos…)

A história de como Stefan, um garoto que mora em Champina – o menor país do mundo – teve que entrar para a seleção de futebol de seu país e o quanto isso o desagrada.
Não sei que tipo de público poderia gostar desse conto. Fui enganada na introdução do livro, sendo informada de que não haveriam contos chatos (juro, até agora o melhor do livro foi a introdução – e a capa que é LINDA) e o primeiro conto já quebra a promessa. Não acontece nada, além de um jogo de futebol bem do desinteressante…
5º Dia (11 de Abril): Lars Farf, pai e marido excessivamente temerosoGeorge Saunders (Livro Foras da Lei Barulhentos…)
Lars Farf é um homem comum, com uma vida comum, que um dia volta para casa e a encontra reduzida a cinzas depois de um incêndio. Sua esposa e seus filhos não estavam em casa e estão a salvo, mas a expectativa do que poderia ter acontecido muda a vida de todos, pois Lars torna-se excessivamente temeroso e está sempre com uma nova ideia para prevenção de qualquer coisa que possa colocar em risco a vida de seus familiares.
São muitas situações absurdas, mas gostei da mensagem que o conto passou. Conheço vários "Lars Farfs" da vida, que deixam e viver por medo de morrer…
6º Dia (12 de Abril): MonstroKelly Link (Livro Foras da Lei Barulhentos…)
Um grupo de crianças em um acampamento de verão e o monstro que aterroriza a todos.
Sério mesmo, o conto é sem pé nem cabeça. Mas o problema mesmo é ele ser tão confuso. Não entendi direito como as coisas aconteceram e muito menos entendi o final – EU NÃO ENTENDI ABSOLUTAMENTE NADA do final, não sei como acabou.
7º Dia (13 de Abril): Aluno Inteligente (Verão da Corrupção)Stephen King (Livro Quatro Estações)
Um adolescente um tanto quanto problemático descobre que seu vizinho foi um nazista. Ele quer saber detalhes sobre o que acontecia aos judeus nas sessões de tortura.
Foi esse o conto que li há vários anos; peguei na biblioteca da cidade na época e era um único livro (Verão da Corrupção). Quando li, já havia achado extremamente forte e agora só reforcei essa impressão. É sobre o Holocausto e a narrativa é de Stephen King, isto é, sem meias palavras. Leia por sua conta e risco. Não tem como falar que gostei, pois o assunto é de dar náuseas, mas a forma de contar é a de King: inebriante.
Então esses foram os 7 contos que li na primeira semana. Um ótimo, alguns bons, outros nem tanto. Sigo no desafio, no dia 21 faço outro post com os outros 7 contos dessa semana 🙂

Um beijo!!!

Minhas últimas leituras – 6 livros para ler nas férias
Troquei meus livros por um Kindle
5 livros de Terror para ler em Outubro (Mês do Horror)

Filme: Santuário

Como hoje é sexta-feira (quase sábado, já!!!), nada melhor do que uma dica de filme pra animar o fim de semana! Santuário é um filme de ação, aventura e drama, de tirar o fôlego (quase literalmente) que não dá pra deixar de ver.

O que diz a sinopse:

O experiente mergulhador Frank McGuire (Richard Roxburgh) já tinha explorado as cavernas do South Pacific Esa anteriormente, mas uma tempestade tropical forçou que ele e sua equipe, que inclui seu filho Josh (Rhys Wakefield) e o economista Carl (Ioan Gruffudd), alterasse a rota de saída em direção ao mar, fazendo com que eles fossem mais fundo por dentro de um labirinto de cavernas subaquáticas para sobreviver. Mas eles não têm muito tempo e a dúvida é saber se conseguirão sobreviver para contar esta história.


Titulo Original: Sanctum

Gênero: Aventura, Drama, Ação
Duração: 1h19min
Diretor: Alister Grierson
Ano de Lançamento: 2011

Josh acompanha seu pai, Frank McGuire, que lidera uma excursão de mergulho em uma caverna na Nova Guiné considerada "o último território inexplorado do planeta". O objetivo do grupo é mapear a caverna e encontrar a rota que a liga ao mar. 
O único problema do grupo é tempo. Uma tempestade se aproxima e eles precisam voltar à saída da caverna (no topo de uma montanha)
A situação se agrava quando a tempestade se adianta, deixando-os presos e os obrigando a encontrar de qualquer forma a rota que liga a caverna ao oceano, para que possam sobreviver.
A tensão toma conta do grupo. Cada um dos sobreviventes precisa dar o máximo de si e depositar toda a confiança em Frank, já que ele é o líder e membro mais experiente dentre todos os outros.
Todos estão obstinados a sobreviver, mas nem todos tem a disciplina necessária para isso. O desafio é real e o desespero ainda mais.
Pra quem gosta de aventuras radicais, o filme está cheio. As cenas de mergulho (80% do filme) estão lindas e realistas. Me senti mergulhando junto com os personagens.
O desespero e medo também se fazem presentes todo o tempo. É um filme pra deixar os nervos à flor da pele!
Quando assisti, vi que era baseado em uma história real e achei que tudo tivesse acontecido exatamente como no filme (sim, sou dessas que acredita em tudo o que falam haha), mas depois li que foi baseado em uma experiência vivenciada pelo roteirista Andrew Wight, que ficou preso junto com outras 14 pessoas durante um mergulho em cavernas. Eles ficaram presos por dois dias até conseguir encontrar uma saída.
 
Infelizmente, não achei o trailer em HD
Não é nenhuma obra de arte dos cinemas, mas o filme realmente me conquistou. Lógico que tem cenas que exageram um pouco, mas é um filme sobre sobrevivência em circunstancias extremas, então nenhuma novidade. Pra quem gosta de fortes emoções, é um prato cheio!
Pra quem tem Netflix, está disponível por lá! 🙂

 

6 séries incríveis para ver na Netflix
5 motivos para ver (ou rever) Friends
Mais 8 filmes para você ver na Netflix

Meu sonho de consumo: uma câmera DSLR

Sempre fui apaixonada por fotografia. Quando era criança, quando podia usar uma das poses do filme fotográfico, era o melhor dia do ano, para mim.
Hoje, já adulta, tenho a minha própria câmera. Mas ela não é exatamente a câmera dos meus sonhos (rss). É uma Sony Cyber-shot compacta, com funções bem limitadas… Como amo fotografia não consigo fazer um décimo do que gostaria com ela. Até pouco tempo atrás, se tivesse dinheiro teria trocado-a por uma dessas câmeras semi-profissionais. Hoje fico feliz por não ter trocado.
Lendo a respeito, olhando blogs de fotografia e tudo mais, percebi que o que eu sempre quis foi uma câmera DSLR.
Basicamente consiste em câmeras semiprofissionais, onde há a possibilidade de troca e ajuste de lentes, para obter diferentes efeitos fotográficos como por exemplo fundo desfocado e bokeh (aquele efeito que parecem luzinhas ao fundo). Esses efeitos (e tantos outros mais) são muito melhor aproveitados em câmeras DSLR. É claro que esse é o meu sonho de consumo; não há nada de errado em ter e estar satisfeito com uma câmera simples que atenda suas necessidades.
Nikon DSLR D3100 – Lente Nikkor 18-55mm
Os preços dessas câmeras são extremamente variáveis. Vi na internet a partir de R$ 1.300,00. O Preço máximo que vi (e acredito que ainda hajam outras mais caras) foi de R$ 20.000,00, claro que essa última é uma câmera pra quem se dedica totalmente à fotografia.
A mais barata delas pra mim já é ideal. A lente que a acompanha geralmente é a de 18-55 mm. Existem vários tipos de lentes e o meu grau de entendimento sobre elas é bem limitado, então nem vou tentar explicar. Mas se você se interessou pelo assunto, tem esse post sobre lentes no Blog Lomogracinha que me ajudou muito a entender e montar minha lista de desejos de lentes, pra quando tiver a câmera (rs).
Enfim, tudo isso é pra falar pra vocês sobre o meu projeto para conseguir essa tão magnífica câmera… 😛
Eu não posso comprá-la no momento. Não tenho como fazer um investimento que é alto, se for pesar o fato de que não é uma necessidade. Por isso, eu montei um cofrinho.

É essa caixinha que está na foto, lá em cima. Eu ia comprar um cofrinho de verdade, mas na loja, ao vê-os todos com preços de R$ 40,00 até infinito (haha) eu fiquei mão de vaca e pensei que é difícil começar a gastar para então poder economizar :P.

O que pretendo é encher pelo menos umas 3 ou 4 caixinhas como essa até o fim do ano. Nelas vou colocar moedas e notas. As moedas serão apenas de R$ 1,00 e R$ 0,50, senão fica parecendo que tem muito quando na verdade não tem nada. Pretendo arrecadar um terço do valor da câmera nesse tempo (R$400,00). Abaixo fiz uma lista de algumas coisas que pretendo cortar, para usar o dinheiro delas:

– Produtos de Papelaria:  eu sou viciada e tenho tanta coisa que nem uso aqui em casa!
– Livros: não todos, mas esses que compro só porque estão em promoção.
– Doces e salgadinhos na rua: esses além do dinheiro gasto ainda prejudicam meu projeto de vida saudável.
– Maquiagens e cosméticos: esses também não são todos, mas os que já tenho vários iguais e compro só por compulsão.
Em fevereiro eu anotei todos os meus gastos. Quando acabou o mês e fui ver no que tinha usado o dinheiro, esses itens acima somaram  mais de R$120,00 – nessa conta não estou somando o que gastei com livros!!!
Isso significa que se eu economizar metade disso, já conseguirei superar minha meta de economia para comprar a câmera no fim do ano!
Eu fiz esse post para compartilhar um pouco das minhas ambições com vocês e principalmente mostrar que quando queremos algo é totalmente possível conseguirmos. Basta analisar o que precisamos cortar e se esse corte é possível e então prever quanto tempo você precisará cortar isso para conseguir o dinheiro que precisa pra realizar seu sonho. Isso vale para qualquer coisa! Seja uma câmera, um celular novo, um notebook, uma viagem, um carro.

E você, qual é o seu atual sonho de consumo???

14 fotos de 2014 & 15 coisas para 2015
Sobre o My English Online (e o meu diário em inglês)
Sobre fazer acontecer…

A Guerra dos Tronos (As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro 1)

A Guerra dos Tronos é o primeiro volume da série As Crônicas de Gelo e Fogo (foram lançados 5 volumes e a previsão é de que a série tenha 7 livros no total).

 O que diz a sinopse:
Em uma terra onde o verão pode durar décadas e o inverno toda uma vida, os problemas estão apenas começando. O frio está de volta e, nas florestas ao norte de Winterfell, forças sobrenaturais se espalham por trás da Muralha que protege a região. No centro do conflito estão os Stark do reino de Winterfell, uma família tão áspera quanto as terras que lhe pertencem. Dos lugares onde o frio é brutal, até os distantes reinos de plenitude e sol, George R. R. Martin narra uma história de lordes e damas, soldados e mercenários, assassinos e bastardos, que se juntam em um tempo de presságios malignos. Entre disputas por reinos, tragédias e traições, vitória e terror, o destino dos Stark, seus aliados e seus inimigos é incerto. Mas cada um está se esforçando para ganhar este conflito mortal: a guerra dos tronos. 
Título: A Guerra dos Tronos (A Game of Thrones – no original)
Autor: George R. R. Martins
Editora: Leya
Edição: 1ª Edição (10 reimpressão)
Ano: 2010
Especificações: Brochura | 591 páginas
A morte de Jon Arryn, o conselheiro do Rei, leva Robert Baratheon, Rei de Westeros, até Winterfell. Robert vai em busca de seu melhor amigo Ned Stark – Lorde de Winterfell e protetor do Norte – para nomeá-lo o novo Mão do Rei e levá-lo consigo para a sede do reino em Porto Real, para que lá possa dedicar sua vida para aconselhar Robert em seu reinado.
O que a princípio poderia parecer apenas mais um fato na história de Westeros – apenas mais um nome nos densos livros a respeito de reis e suas cortes – se transforma em uma guerra. Enquanto criaturas temerosas – que não são vistas a mais de mil anos – surgem à norte de Winterfell e do outro lado do mundo, Daenerys Targaryen – uma herdeira do antigo rei – marcha de volta à Westeros pretendendo reaver seu trono, os 7 Reinos  governados pelo Rei Robert entram em guerra após a nomeação de Ned Stark como Mão do Rei.
Uma história de suseranos, vassalos, Lordes, donzelas, bastardos, cavaleiros e mercenários envolvidos em um jogo perigoso para definir quem será o vencedor na Guerra dos Tronos.
Comecei a ler os livros de As Crônicas de Gelo de Fogo, depois de ter conhecido a série de TV Game of Thrones (baseada nos livros). Antes disso, sempre via os livros à venda mas nunca me chamaram a atenção. O que posso dizer hoje sobre isso, é como eu me arrependo!!!
A Guerra dos Tronos é um livro denso, tenso! Mas é uma história fascinante. O mundo que Martin criou é novo e diferente de tudo. Viajamos para um lugar onde vivem dragões e criaturas sobrenaturais; porém, o verdadeiro perigo são as pessoas. A linha entre a vida e a morte é tênue, frágil. Para sobreviver, é preciso entrar no jogo e saber jogar.
Os personagens são ricamente construídos, bem desenvolvidos, extremamente complexos.
Não dá pra deixar de falar de Tyrion Lannister, um dos homens mais inteligente de Westeros, seu único erro foi ter nascido anão. É um dos melhores personagens, o que mais nos leva a refletir, o que nos ajuda a compreender, o dono das melhores citações do livro… Tyrion, o Duende, nos leva a amá-lo, odiar seus inimigos e algumas vezes até mesmo odiá-lo.
Arya, filha de Ned Stark, é uma guerreira. Impossível não torcer por ela o tempo todo, se comover com o quanto a decisão de seu pai, em ir para Porto Real servir ao rei, transformou tanto a sua vida. Na verdade, a aceitação de Ned em ocupar o cargo de Mão muda a vida de todo o reino e não apenas a de sua família. A sucessão de acontecimentos decorrentes dessa única escolha é de tirar o fôlego!!!
Figurando entre um dos melhores livros que já li e vencedor de a melhor série de livros, na minha humilde opinião, A Guerra dos Tronos é um dos livros que indico para quase todas as pessoas. Só não indico pra quem não gosta muito de ler, já que a leitura é extensa; o livro tem quase 600 páginas preenchidas com letras miúdas. Se você ainda não leu e nem assistiu, se tem o hábito da leitura, indico com convicção que comece pelos livros. Se já assistiu mas não leu, também recomendo, já que tem muitos detalhes, na leitura, que nos levam a entender muito melhor o que se passa na série.
**atualmente estou no final (últimas 50 páginas) do 3º livro da série (A Tormenta de Espadas)**
Minhas últimas leituras – 6 livros para ler nas férias
Troquei meus livros por um Kindle
5 livros de Terror para ler em Outubro (Mês do Horror)

Desafio: 30 dias, 30 contos.

Olá, pessoal!!! Tudo bem?

Hoje eu vi um vídeo da Tatiane Feltrin, sobre as leituras que ela iniciou o mês de abril (este), e a vi comentando sobre um projeto que ela está fazendo de um conto por dia. Pelo que entendi, ela fará a leitura de um conto por dia ao longo de todo ano (essa é minha dedução, pois ela não fala qual o período em que ela pretende fazer o projeto).

Achei a ideia o máximo e pensei em fazer, mas eu não tenho tantos contos assim pra ler… Aí estava já vendo um outro blog e vi um desafio chamado "30 dias, 30 batons" (aqui) e então pensei em fazer a mesma coisa com os benditos contos.

Então o resultado da junção dessas ideias foi 30 dias, 30 contos. Vou começar segunda-feira, pra ter uma preparação psicológica básica (haha).

Tenho apenas 4 livros de contos (que tristeza):

  • Amores Infernais (vários autores – 5 contos)
  • Formaturas Infernais (vários autores – 5 contos)
  • As Quatro Estações (Stephen King – 4 contos)  já li esses 4 contos, mas faz muito tempo e só lembro de 1 deles
  • Foras da Lei Barulhentos… (vários autores – 11 contos)  li os 3 primeiros contos no mês passado, mas vou ler novamente

Totalizando, em livros eu tenho 25 contos pra ler, mas tenho alguns outros no Kindle, por isso terei os 30 de que preciso.

Como começarei o desafio segunda, 7 de Abril, ele terminará dia 7 de Maio. Vou tentar fazer 1 post por semana falando sobre o andamento e se desandar por 1 dia, acaba do desafio, pq desafio é assim: à risca! (hauahauha).

Quem quiser me acompanhar, super aceito! =D

Minhas últimas leituras – 6 livros para ler nas férias
Troquei meus livros por um Kindle
5 livros de Terror para ler em Outubro (Mês do Horror)
Página 29 de 31
«1 ...25262728293031››