Subexplicado

Subexplicado

Instamonth – Novembro 2016

Nem preciso repetir que o ano está voando e blá blá blá… Basta dizer a vocês que hoje é dia 5 e que só hoje eu realmente percebi que Novembro já tinha acabado.

FALTAM. 20. DIAS. PARA. O. NATAL!

O que está acontecendo com o tempo? Acho que cheguei naquela fase da vida em que desejamos que o dia tenha 48 horas.

Novembro foi um mês bem cheio e conturbado. O reflexo disso é que quase não tiveram fotos no instagram e nem posts aqui no blog. Mas vou contar tudo pra vocês e dividir esse pouquinho de coisas que foram registradas. Bora?

O que teve em Novembro?

Comecei o mês falando do Fox. E também terminei o mês falando do Fox. Então como vou me extender um pouquinho nesse assunto, vou deixá-lo lá para o fim do post, tá? #saudadeFox

Comprei um negocinho pra prender o cabelo, que parece um fio de telefone, e ele está me rendendo muita nuca livre e fresca nos dias que resolve fazer calor (com esse tempo louco que tem aparecido em pleno fim de ano!) e um penteado que eu acho super descolado e me sinto a pessoa mais moderna do universo! haha

O aniversário do Caio, do qual eu tanto falei, finalmente aconteceu em Novembro. Corri igual uma louca para fazer as coisinhas que tinha prometido pra ele, pois deixei tudo pra última hora. Mas deu tudo certo e foi um sucesso! Agora só estou devendo os DIYs pra vocês! haha

Passei Novembro todo lendo um livro que comecei ainda no finzinho de Outubro. Está em doses homeopáticas e nem sei o que dizer sobre ele ainda. Às vezes me irrito, às vezes até que curto a leitura… Vamos aguardar o fim dele pra ver o que vai ser, né? O livro é A Bruxa de Near.

Antes do tão aguardado post, com os famigerados Planners de 2017, sair (sério, eu recebo vários recadinhos lindos, todos os dias, perguntando sobre eles! ❤) eu escrevi 5 passos para ser mais organizado. Assim a gente já vai treinando nesses últimos suspiros de 2016, para ahazar na organização em 2017!

E também teve post com 5 maneiras de reutilizar potes e garrafas de vidro para deixar a casa mais fofa e funciuonal de forma barata e sustentável! 🙂

Mas, Camila, e o Fox?

Quem me acompanha no Instagram (ou me conhece) já sabe sobre o Fox. Como eu já tinha contado em um post aqui no blog, nós o encontramos na praça aqui em frente ao condomínio onde moramos e o resgatamos, pois ele é cego, estava todo perdido e desnorteado e não tinha como ficar sozinho na rua.

Nós o pegamos com a intenção de levá-lo à uma ONG ou alguém que pudesse cuidar dele, pois nós não podíamos. Mas aí não conseguimos nenhuma ajuda e ele se mostrou muito mais fácil de cuidar do que achávamos que seria – por ser cego – então ele ficou conosco.

Como eu escrevi no post que publiquei aqui no blog (mas que agora não está mais público), ele sempre foi muito dócil e ele e o Melman se davam muito bem. Porém, poucos dias depois de publicar o post aqui no blog, ele atacou a irmã do Arthur e a machucou, sem nenhum motivo aparente para o ataque. Nos assustamos com a mudança de comportamento dele e procuramos um adestrador, para sabermos como socializá-lo. Esse adestrador falou que a sozialização é feita apenas enquanto o dog é filhote e ele poderia ensinar ao Fox a obedecer a comandos (em outras palavras, se ele atacasse, a gente mandaria que ele parasse e ele pararia). Acabamos deixando o assunto de lado, o Fox não mordeu mais ninguém – ainda apresentava algumas alterações no comportamento, mas nada tão assustador – e a vida seguiu. Até que um dia ele atacou o Melman, também sem motivos. Acabou machucando o Melman, mas felizmente pegou de raspão. Sangrou bastante no focinho e ficou com a pálpegra inchada, pois pegou bem acima do olho.

Depois disso, a gente não tinha mais como deixar os dois sozinhos. O Melman é realmente pequeno (ele pesa 1,5 kg) e poderia acontecer algo grave.

É claro que nós não abanxonamos o Fox. Isso nunca foi uma opção! Encontramos uma chácara onde ele foi morar e pagamos um valor mensalmente para que ele seja bem alimentado e cuidado. Um grupo de amigos muito queridos nos ajuda a pagar esse lugar maravilhoso para ele morar – muito obrigada, pessoal! ❤

Hoje já faz 9 dias que ele está morando nessa chácara e já estou morrendo de saudade. Lá moram mais 21 cachorros e no comecinho ele tinha que ficar separado de todos, pois tentou até atacar um deles. Mas agora já está misturado com os outros, super feliz! *-*

Muitas pessoas nos julgaram quando falamos que não poderíamos mais ficar com ele. Falaram que não tivemos paciência, que existe um período de adaptação, que não deveríamos ter desistido dele. Ficamos com ele por um mês. Ele e o Melman sempre se deram muito bem, nunca se estranharam, então eu não sei o que aconteceu para ele mudar de comportamento e não tem como deixar o Melman exposto para experiência, porque ele se machucou e é realmente pequeno. Falar sempre é muito mais fácil do que viver a experiência por si próprio, então tomem cuidado ao julgar o que as pessoas fazem e comparar com o que você faria no lugar.


Mais um monte de coisas aconteceram e não foram parar no Instagram. O mês foi uma loucura e Dezembro já começou no mesmo ritmo!

Se você gostou desse post e ainda não me segue lá no instagram, segue lá: @cami_mrtns 🙂
Esse ano ainda vai ter muita coisa boa e quero compartilhar todas com vocês!

Instamonth – Fevereiro e Março 2017
Instamonth – Janeiro 2017
Instamonth – Dezembro 2016

DIY: 5 maneiras de reutilizar potes e garrafas de vidro

Hoje eu trouxe mais um DIY super fácil para fazermos juntos. Sabe aqueles potes de geleia, papinha de bebê, palmito e as garrafinhas de leite de coco que você nunca joga fora, mas também nunca usa porque são sem graça? Trate de tirar a poeira de todos eles porque eu vou mostrar algumas formas de reutilizá-los e ainda deixar a casa mais bonita.

Eu nunca tenho coragem de jogar os potes e garrafinhas de vidro fora. Sempre encontro alguma utilidade: guardo temperos, trecos, canetas… Mas não tem graça se usar o vidro "puro", né? Eu arranjo um jeito de enfeitar. Pego as coisas que tenho aqui em casa e começo a decorar, assim fica bonito, exclusivo e não gasto nada, já que eu sempre uso coisas que já tenho.

Vou mostrar 5 formas para você também enfeitar todos os seus vidros hoje mesmo e redecorar toda a sua casa com eles. Vem comigo!

#1 e #2 – Vasinhos de Garrafa de vidro

Esses vasinhos feitos com garrafinhas são super charmosos e simples de fazer. Bora catar todas as garrafinhas de casa e da vizinhança e fazer arte!

#1 Garrafinha com barbante

Materiais necessários:

  • Uma garrafinha de vidro (usei garrafa de leite de coco)
  • Cola quente
  • Barbante

Passo-a-passo:

  • Separe o material que vai usar, se organizar todas as coisas antes de começar, vai ficar muito mais fácil;
  • Passe um pouco de cola quente no local onde vai começar a passar o barbante pela garrafa;
  • Prenda o fio na cola e comece a enrolar;
  • Especialmente na primeira linha de barbante, vá passando cola por toda a extensão do fio;
  • Para as outras linhas, vá colocando cola esporadicamente, apenas para garantir a fixação do barbante;
  • Quando terminar de enrolar o barbante passe cola e corte o fio. Eu decorei apenas até a metade do vidro, mas também fica lindo no vidro todo;
  • Como eu não subi com o fio até o gargalo, quis complementar a decoração colocando um pouco de barbante neste local também;
  • Por fim, amarrei e deixei um pouco de barbante sobrando, porque acho charmoso;
  • Está pronto!

#2 Garrafinha com estampa

Materiais necessários:

  • Uma garrafinha de vidro (também usei garrafa de leite de coco)
  • Papel para scrapbook
  • Fita Dupla Face
  • Cola quente
  • Barbante

Passo-a-passo:

  • Organize o material necessário;
  • Meça com uma régua o tamanho necessário de papel e marque as medidas com um lápis;
  • Recorte o papel. Pode usar tesoura, mas mantenha as mãos firmes para que o corte saia perfeito;
  • Passe fita dupla face em todo o papel;
  • Tomando cuidado para que fique reto, cole o papel no local desejado. Para ficar com um melhor acabamento, passe fita dupla face na vertical para colar a extremidade do papel;
  • Só o papel já deixa a garrafa super charmosa, mas eu fiz um acabamento com barbante nas duas bordas do papel e também no gargalo, da mesma forma que fiz com a outra garrafinha.

#3 – Porta treco com pote de geleia

Também são super simples e com dois minutos de trabalho e um pouco de tinta já dá pra deixar esses potinhos com outra cara. Uso pra tudo!

Materiais necessários:

  • Potes de vidro (usei um de geleia e outro de papinha pronta)
  • Tinta da cor que preferir (usei tinta PVA Verde Água)
  • Pincel
  • Lápis com borracha na ponta

Passo-a-passo:

  • Comece sempre pelas tampas, pois são elas que darão "mais trabalho". Pintei com tinta PVA, mas não é a tinta mais aconselhável para este trabalho. Como ela é a base de água, sai na lavagem, então se for pintar tampas de potes para temperos, alimentos ou até mesmo para uma duração melhor, utilize tinta acrílica ou spray. Com a PVA usei um pincel comum e dei três demãos para ficar sem manchas;
  • Passe a borracha do lápis na tinta e retire o excesso;
  • Vá carimbando o vidro com a borracha para fazer bolinhas. Adoro o efeito que essa técnica dá! Utilizei esse efeito apenas no pote menor, o maior eu apenas pintei a tampa.

#4 – Porta treco com pote de conserva

Esse é bem parecido com o de cima, mas usei materiais e "técnicas" diferentes para fazê-lo. Isso prova que você vai conseguir personalizar os seus potes com qualquer coisa que tiver em casa, é só colocar a criatividade em prática.

Materiais necessários:

  • Um pode de conserva (usei de palmito)
  • Canetinha metalizada
  • Papel
  • Fita Crepe

Passo-a-passo:

  • Prepare o material;
  • Também comecei pela tampa e pintei com a canetinha metálica da Faber Castel, mas claro que dá pra usar tinta mesmo!
  • Em um pedaço de papel, escrevi uma frase – você pode imprimir se preferir;
  • Coloquei o papel por dentro do vidro e fixei com ajuda de fita crepe;
  • Com a mesma canetinha metálica (mas pode usar qualquer marcador permanente) eu contornei as palavras escritas no papel;
  • E ficou pronto. 🙂

#5 – Porta treco com copo

De todos, esse é o mais fácil de fazer! Em um minuto você já estará com um copo velho e sem graça personalizado e pronto pra deixar seu cantinho com mais estilo.

Materiais necessários:

  • Um copo qualquer (usei o copo de uma vela aromatizada que acabou)
  • Washi tape

Passo-a-passo:

  • Eu sempre separo o material, até quando ele é constituído por apenas 2 items (hauahuah);
  • Escolha o local que quer enfeitar e vá colando a whasitape de forma precisa; Dá pra inventar MUITA coisa com essa fita: pode criar padrões, combinar duas ou mais estampas e cores… Não existe limites para as possibilidades de uso dessa coisa linda! Eu usei da forma mais básica do mundo;
  • Está pronto! Fiz algo bem clean…

Viram como é fácil? Como eu já disse, não existe regra e qualquer coisa que você encontrar pela frente vira matéria-prima para personalizar os vidros: esmaltes velhos (se estiver duro, coloca um pouco de acetona pra amolecer) podem ser usados como tinta, glitter, lantejola, papel de presente, tecido… Coloque toda a sua habilidade manual e criativa à prova, o resultado com certeza vai valer a pena. Não esqueça de compartilhar as suas técnicas preferidas aqui nos comentários!

Se você tiver algum pedido ou sugestão de DIY pros próximos posts da categoria, pode me pedir nos comentários também. Eu com certeza vou tentar atender o seu pedido. ♥ ♥ ♥

Me contem se gostaram das ideias e quem fizer não esquece de fotografar e me mostrar no instagram, twitter ou facebook com a hashtag #subexplicado. Eu vou amar ver!

Crochê: aprendendo uma nova paixão
DIY: Instabox – caixa revestida com fotos
DIY: Convite de Aniversário Harry Potter

Instamonth Outubro – 2016

Já acabou o mês mais legal do ano e antes de dar as boas vindas a novembro, eu vim fazer aquela retrospectiva que eu adoro, sobre o que teve em Outubro. Spoiler alert: foi bom demais! *-*

O Instagram foi bem movimentado e até o blog voltou a ter mais posts. Fiquei muito feliz com isso e estou animada para continuar nesse ritmo – e acelerando! Espero demais conseguir colocar todos os meus planos em prática nesses últimos dois meses que restam no ano.

Mas vamos parar de planejar um pouquinho e lembrar de todas as coisas boas que aconteceram, né?

O que teve em Outubro?

Não tinha como começar melhor. O mês começou com cachorríneos aqui no blog e lá no Insta. Dia 4 foi o Dia Mundial dos Animais e Dia do Cachorro, e a Bitcão me convidou para falar um pouco sobre o amor que sinto por esses bichinhos tão lindos. Fiz um post cheio de Melman, com bônus do meu sobrinho Kiv, ainda filhotinho. Tá muita fofura!

E como Outubro tem Halloween e é oficialmente o mês do horror, eu que adoro o tema não poderia deixar de fazer algo especial. Escolhi 5 livros de terror para ler e fiz post falando um pouquinho sobre cada um. Fracassei e dos 5 li inteiros apenas dois. mas foram fantásticos: O Iluminado e O Exorcista. Que livros! Eu queria ter feito um encerramento do mês, falando sobre eles, as séries e os filmes que fizeram parte do meu mês. Será que fica muito feito fazer agora em Novembro? Não sei, ainda estou decidindo…

O calor voltou e com ele, as minhas tão amadas idas à praia!
Minha mãe está morando no litoral sul e eu até tenho viajado pra lá com alguma frequência. Mas fazia tempo que não tomava banho de água salgada e eu estava morrendo de saudade! *-*

Teve post especial sobre a Kipling Shoes. Me esforcei bastante nesse post e fiquei feliz com ele, embora a gente sempre pense que poderia ter feito isso ou aquilo diferente, quando vê o resultado final, né? Esse post foi para participar da IV Seleção de Correspondente Kipling, e eu estou extremamente ansiosa pelo resultado! Vi vários posts maravilhosos pela internet, dentro e fora da ocasião de uso que eu escolhi. É realmente impossível arriscar um palpite, só dá para esperar pelo resultado. Estou aqui com os dedos travados de tanto cruzá-los! haha

Como eu tinha prometido no Instamonth de Setembro, saiu o primeiro DIY que fiz para o aniversário do Caio, com o tema Harry Potter. Ensinei a fazer, passo a passo, o convite de aniversário. Se você vai ter alguma festa para preparar nos próximos meses, clique aqui e aprenda, porque é super fácil e fica lindo!

Falei sobre a minha experiência e contei porque troquei meus livros por um kindle. Com esse post acabei conhecendo outras pessoas que estão passando por esse processo, assim como eu. Modéstia à parte, o post e as fotos ficaram lindos.
E não bastasse o meu Kindle ser lindo, encontrei, por acaso, essa capinha fofa e maravilhosa para fazer par com ele. Minha amiga, Ju Moreira, levou o trabalho de artesanato dela para expor lá na ANAC, na semana do servidor, e enquanto eu babava em tudo, encontrei essa capinha linha para ele. Morri de amor! Agora ele já anda protegido por aí!

❤ ❤ ❤ E agora o momento mais lindo do mês! ❤ ❤ ❤

Quem me acompanha lá no Instagram já conheceu o Fox, o novo integrante da família. Ele estava perdido aqui na praça em frente ao nosso condomínio, minha amiga que o viu e me ligou. Junto com ela, nós o acolhemos, pois ele é totalmente cego e estava muito desnorteado. Ele é um amorzinho e já o amamos demais! Ainda vou fazer um post só dele, para que vocês o conheçam melhor. Os olhinhos dele nessa foto estavam esbugalhadinhos, mas ele já está muito melhor, depois do tratamento com os colírios.

Pausa para apreciar uma tonelada de fofura

Deixei recado lá no insta, mas vou repetir aqui: Vai ter planner pra 2017, sim! 😀 E eu já estou cheia de ideias lindas. Não vejo a hora de vê-los prontos. Estarão aqui no blog até o meio de dezembro, pra termos tempo de imprimir e começar os planos para o ano novo! \o/

E pra fechar o mês com chave de ouro, teve o Halloween. *-*
Aqui no condomínio onde eu moro, as crianças passaram pedindo doces nos apartamentos que estavam com a porta decorada. Ano passado eu só descobri na hora e tinha prometido que me prepararia melhor nesse ano. Acabei deixando para última hora (senão não seria eu), mas ainda consegui ir comprar uns bruxolitos, umas balinhas de minhoca e fazer uma mesa de doces apresentável. Fiz uma maquiagem básica (mas fofa) de caveirinha e curti meu dia favorito do ano! 😀


Ufa! Como teve coisa boa nesse mês, né? E eu adorei tudo! Já quero uma vida inteira de outubros. O mês do horror foi lindo, isso sim!

E como foi o Outubro de vocês? Quais são os planos para Novembro? Se você gostou desse post e ainda não me segue lá no instagram, segue lá: @cami_mrtns 🙂

Instamonth – Fevereiro e Março 2017
Instamonth – Janeiro 2017
Instamonth – Dezembro 2016

DIY: Convite de Aniversário Harry Potter

Desde o Instamonth de Setembro eu falei que a festa de 9 anos do Caio, meu irmãozinho mais novo, vai ser do Harry Potter e prometi alguns DIY (tutoriais de "faça você mesmo") com as coisas que eu vou fazer pra ele. Pois o momento chegou e aqui estou eu com o primeiro post dessa série, começando justamente do começo: o convite!

Então, se você vai fazer uma festa do Harry Potter em breve, agora você vai aprender a fazer um convite super fácil, mas que fica lindo! E se a sua festa não vai ser do bruxinho, não tem problema, porque você pode adaptar esse passo a passo para o seu tema preferido.

Tomei o cuidado de ensinar cada um dos passos de forma simples. A arte mesmo, eu fiz no photoshop, mas vou ensinar a fazê-la no bom e velho PAINT – aquele programinha que você usava para desenhar cachorro quente nas aulas de computação dos anos 90 e que TODO mundo que usa Windows tem no computador.

Nada nesse mundo vai te fazer acreditar que você não pode tomar as rédeas da sua vida e confeccionar você mesmo esse convite maravilha para o seu aniversário (ou do seu filho, primo, vizinho, enteado, coleguinha…). O post tá longo porque tá tudo bem explicadinho, tá?

Então, anota aí o que você vai precisar (a lista de materiais rende 30 lindos convites)!

Materiais Necessários:

  • Computador com o software PAINT instalado (ou equivalente);
  • 10 folhas A4 de papel couchê 220g (ou equivalente);
  • 4 folhas de papel color set (48x66cm) preto (ou a cor que você preferir);
  • Cola em bastão (ou outra, da sua preferência);
  • 1 rolo de corda sisal (4mm de expessura ou menos);
  • Estilete;
  • Régua e
  • Três novas fontes tipográficas (tipos de letra) para o seu computador: a Harry P, a Old English Text e a Stargazer. Ao clicar sobre o nome de qualquer uma delas, você é direcionado para uma página confiável para baixá-las. Se não souber como instalar, o Techtudo ensinou nesse post (é só clicar)!

Fazendo a arte do convite:

Se você sabe mexer em qualquer editor de imagens, provavelmente vai conseguir fazer essa parte e pode pular esse tutorial. Se você sabe mexer em photoshop e o tem instalado no seu pc, pode clicar aqui e baixar o arquivo pronto para editar o convite (um pouco bagunçado, mas tô torcendo pra você se encontrar!). Mas se você não tem outro programa de edição no computador, além do PAINT, seus problemas acabaram! Eis aqui euzinha, pronta para te dar as dicas certas pra chegar no resultado que precisa pra continuar nesse passo a passo. Vamos lá?

  • Pra começar, clique aqui e salve o arquivo base para usarmos como fundo do convite;
  • Vá até o local onde salvou o arquivo, clique nele com o botão esquerdo do mouse; coloque o cursos sobre a oção "abrir com" e em seguida clique em "Paint";
  • O arquivo vai abrir no Paint, então vamos começar: escolha, na paleta de cores, uma das últimas cores da lista e clique no botão "Editar Cores";
  • A janela de edição das cores abrirá. No lado direito dela, tem uma coluna com três campos: "vermelho", "verde" e "azul". Preencha os campos com as informações: vermelho: 54, verde: 54 e azul: 44 e então clique no botão "OK". A primeira cor que vamos usar é essa (vamos chamá-la agora de "chumbo"). Repita a operação, escolhendo outra cor qualquer – menos a que você acabou de criar – e selecione "editar cores", então agora a mistura é vermelho: 134, verde: 110 e azul: 64. A segunda cor foi criada e vamos chamá-la de "dourado" (embora não seja lá muito dourada, né?).
  • Quando terminar, você deve ter as duas cores lá embaixo, para adicionadas à sua paleta. Se isso não acontecer, dá uma olhadinha no passo a passo de novo e veja se perdeu alguma coisa;
  • Diminua o zoom da imagem, para ficar mais fácil visualizar a edição. Para isso, clique lá na barra superior em "exibir" e em seguida em "reduzir".
  • Volte para a barra de ferramentas, clicando em "Início" (ao lado do "Exibir"), selecione a cor "dourado" que criou e então clique sobre a ferramenta de texto – o símbolo "A".
  • Clique sobre qualquer lugar da imagem e então abrirá a caixa de informações do texto. Selecione a fonte Harry P e coloque o tamanho 130;
  • Escreva o nome do dono da festa. Caso o nome seja extenso, pode diminuir o tamanho da fonte. Então, sem clicar fora da caixa de texto, clique sobre a borda pontilhada e arraste o texto para o local que preferir do espaço do convite. É dessa forma que você vai posicionar cada texto que fizer para o convite. Quando estiver no lugar que você escolher deixá-lo, é só clicar fora da caixa de texto e ele ficará onde você deixou, sem possibilidade de mudança. Eu recomendo ir salvando o arquivo a cada pedacinho que for ficando pronto, assim, caso erre alguma coisa, não precisará voltar desde o início, é só pegar o arquivo salvo e continuar de onde ele estiver;
  • Escreva a idade que o aniversariante vai fazer. Para isso, eu usei a fonte Old English, no tamanho 90. É claro que você pode colocar o texto que preferir, esse é apenas um exemplo.
  • Continuei adicionando texto. O texto padrão eu escrevi com a fonte Stargazer, alternando com a Old English, em tamanhos variados. Fui colocando aos poucos e linha por linha, para escolher o espaçamento que julguei adequado;
  • Quando terminar de editar todo o convite, clique em "salvar como", escolha o local que prefere arquivá-lo e salve como "PNG", para não perder qualidade. O meu ficou assim (é só clicar).

Com a arte pronta, você pode colocar no word, em uma folha no modo paisagem, com as bordas estreitas. Aí você escolhe quantos colocará por folha. Eu coloquei 3 e o tamanho ficou aproximadamente 9cm x 15,5cm cada um. Aí é só imprimir em papel couchê ou o de sua preferência. Se atente para a qualidade da impressão: essa não é a hora para economizar tinta!

Se você não tiver impressora, é só levar em uma gráfica rápida que eles imprimem, foi isso o que eu fiz! 🙂

Montando o convite:

Já fez a arte e imprimiu? Então chegou a hora de montar e deixar o convite lindo!

  • Depois de imprimir os convites, corte-os um a um. A melhor forma de fazer isso é com uma régua e um estilete, mas se você se sentir mais seguro com uma tesoura, pode usá-la também;
  • Para fazer o envelope, corte retângulos de papel color set com as medidas 20,5cm x 16,5cm. Se os seus convites tiverem um tamanho diferente do de 9cm x 15,5cm, você deve cortar do tamanho proporcional. Meu cálculo foi feito usando o convite como base, deixando um pouco de borda ao redor e depois multiplicando por dois o tamanho medido, pois vamos dobrar o papel do envelope;
  • Com o auxíulio da régua, encontre o meio do papel (no comprimento) e marque com uma caneta no centro (pois assim a marcação será coberta pelo convite;
  • Usando a marcação que acabou de fazer como base, dobre um dos lados do papel (até atingir essa marcação), e em seguida o outro. Vai ficar tipo uma janela, com duas abas;
  • Pegue o convite impresso e passe cola nas extremidades;
  • Fixe o convite no envelope, tomando cuidado para ficar centralizado;
  • Corte um pedaço de corda sisal suficiente para amarrar o envelope. Usei pedaços de aproximadamente 42cm;
  • Amarre a corda no envelope e faça um laço;
  • A mágica está pronta e o seu fabuloso convite também! 😀

Toda a montagem é muito simples, eu fiz tudo em algumas horas – não sei ao certo quantas, pois acabei dividindo em 2 dias. Se você comprar todo o material de uma vez, acredito que em metade de um dia provavelmente estará tudo pronto (para fazer 30 convites em média). Mas não se apresse e faça no seu ritmo, afinal, também deve ter crescido ouvindo que a pressa é inimiga da perfeição e já deve ter aprendido que existe uma grande verdade nessa expressão! Faça com amor e cuidado, essa é a garantia para deixá-lo lindo!

Gastei em torno de R$60,00 e fiz 36 convites, isso incluindo a impressão e tudo mais. Ainda sobrou bastante sisal, que vou usar para amarrar as tags das lembrancinhas. Achei o custo benefício excelente!

Como falei lá em cima, você não precisa ficar preso ao tema Harry Potter. Pode usar o DIY e fazer convites para o tema que preferir!

E se fizer, não esquece de me mostrar! Pode me marcar na foto que postar (@cami_mrtns) ou usar a hashtag #subexplicado. Eu vou amar ver!!! *-*

Me contem se gostaram, se fariam e qualquer outra dúvida ou sugestão nos comentários. Vou adorar conversar!

Crochê: aprendendo uma nova paixão
DIY: Instabox – caixa revestida com fotos
DIY: 5 maneiras de reutilizar potes e garrafas de vidro

Troquei meus livros por um Kindle

Entre o meio de agosto e o começo de setembro, eu tomei uma decisão: iria me desfazer dos meus livros.

Tenho feito algumas mudanças na minha vida e entre elas está o consumo consciente aliado ao desapego do que eu não uso ou não me faz bem. De certa forma, os livros estavam se enquadrando nessas duas categorias. Eu não os usava, porque os que já li eu dificilmente lerei novamente e os que eu não havia lido estavam encaixotados, porque eu estou postergando a compra de uma estante desde que me mudei (em setembro do ano passado!). E era isso que estava me deixando angustiada com relação a eles: a falta de um lugar adequado para guardá-los e acessá-los sempre que eu quisesse.

Desde que comecei as minhas faxinas minimalistas, eu me desfiz de tantas coisas! E muitas delas eu achava que era muito apegada, que não poderia viver sem. Mas me senti tão feliz quando finalmente foram embora e liberaram espaço aqui em casa.

Com os livros não foi diferente. Eu nunca tinha pensado em me desfazer deles, mas desde que tomei a decisão foi uma coisa tão natural e eu me senti tão bem e leve! Eles foram embora e eu não chorei pela sua partida.

Nem todos se foram, eu admito. Mas hoje apenas doze ainda moram comigo. Menos de 10% do volume inicial! Ficaram apenas os que realmente tem sentido na minha vida. Estou orgulhosa e muito feliz!

Os livros foram substituídos pelo meu novo Kindle (um leitor digital – uma espécie de tablet que “só” serve para leitura) e a mudança foi um verdadeiro upgrade da minha vida de leitora! Tenho lido muito mais do que antes, porque agora em qualquer lugar que eu esteja, eu tenho não um livro, mas toda a minha biblioteca à minha disposição. Mesmo que o Kindle não esteja comigo – o que raramente acontece, pois o carrego na bolsa para todos os cantos – eu posso ler pelo aplicativo, no celular, que salva a página que parei no Kindle e tudo o mais.

Eu passei metade da vida como leitora de biblioteca. Pegava livros emprestados e depois os devolvia, com a satisfação de ter adicionado mais uma história na minha lista mental de livros lidos. Não sei porque passei a ver os livros mais como objetos do que como experiências.

Eu continuo amando livros físicos e posso perder horas admirando-os dentro de uma livraria, mas eu não preciso mais levá-los para casa, onde vão perder todo o seu brilho, encalhados na estante – ou ainda pior: dentro de uma caixa! E para os livros que eu realmente amar e quiser ter um exemplar todo em papel, lindo e reluzente, ainda tem um lugar separado aqui em casa e no meu coração!

Recomendo esse exercício para todo mundo. Não precisa se desfazer de toda a sua estante e nem mesmo comprar um Kindle. Mas repense todos os títulos que você guarda só para fazer volume, de obras que algumas vezes você nem gostou ou até mesmo nem leu e não pensa em ler. Não faz sentido manter essas histórias aprisionadas. Venda, compre outros livros com o dinheiro e depois venda de novo. Troque por um livro que você quer mais do que aquele que já foi lido. Dê de presente para um amigo. Esqueça no ônibus para que outras pessoas possam lê-los. No fim, você também vai se sentir mais leve e feliz, pode acreditar!

Mas é claro que se você se sente muito bem e feliz como colecionador de livros, você não precisa fazer nada disso. Cada um sabe o que é melhor para si e não existe nenhuma forma certa ou errada de viver a vida! Essa experiência deu certo para mim e é algo em que eu acredito, mas não tem nenhum problema ter a opinião totalmente contrária à minha. 🙂

Se você se interessou um pouco mais pelo Kindle, em breve vou fazer um post contando a minha experiência com ele. 🙂

Se você quiser comprar um kindle ou até mesmo livros físicos, vale a pena dar uma olhada lá no site Cupom Válido, que tem vários cupons de desconto para lojas virtuais de vários segmentos. Passa lá!

E você também pode deixar suas dúvidas a respeito ou a sua experiência com um e-reader aqui nos comentários. Vou adorar conversar sobre esse assunto!

Planner Realize 2018 – Ateliê Donna Rita
Minhas últimas leituras – 6 livros para ler nas férias
Crochê: aprendendo uma nova paixão

Todos os estilos com Kipling Shoes

Eu não sei se isso acontece com vocês, mas eu não tenho um estilo de me vestir definido. Eu tenho vários! Como eu vou me vestir sempre depende não apenas da ocasião para a qual estou me vestindo, mas principalmente do meu estado de espírito.

Pensando nisso, sempre que eu vou comprar alguma peça nova, eu penso em todas as combinações que posso fazer com ela e acabo escolhendo a mais versátil de todas, que dá pra transformar em vários looks, totalmente diferentes uns dos outros.

E foi essa versatilidade que mais me chamou a atenção na coleção de sapatos da Kipling. Além de ter vários modelos diferentes, cada um deles tem um monte de possibilidades de uso. Dá pra usar simplesmente em todas as ocasiões da vida! Quer mais amor do que isso? E para mostrar para vocês algumas ideias que tive, montei 15 (sim! QUINZE!!!) looks diferentes, usando apenas três modelos Kipling Shoes. Tenho certeza que você vai se identificar com algum!

Os três modelos que escolhi foram:


A Sandália Heels Nicca é uma espadrille com salto anabela de corda, tecido 100% algodão e elástico no tornozelo. Está disponível nas cores bege Khaki e azul Navy. É muito linda e apaixonante! A Kiplking ainda lançou outros dois modelos da Sandália Heels: a Ponny e a Donna, que também são mavavilhosas!


O Sneaker Jolie, um tênis slip-on (sem cadarço), super prático e confortável. É um modelo super despojado que pode ser combinado com um look básico, para ir para a escola/faculdade ou até mesmo com roupas mais sérias e ir para o trabalho. Está disponível nas cores estampado Multicolor, bege Palha, azul Listras Marinho e prata Silver. Além desse modelo, a Kipling tem uma coleção enorme de sneakers, um mais lindo que o outro!


A Espadrille Lizzy é uma peça chave que serve para looks moderninhos, clássicos, rockers e todos os outros que você tiver em mente. O segredo é escolher quais as peças vai usar com ela, pois combina com tudo! É feita em um couro super macio e está disponível nas cores preta Black, metalizada Silver e marrom Argila. Se você gosta de espadrilles, a Kipling tem uma coleção enorme delas!

Com cada modelo, montei uma ideia de look para um estilo diferente. Me apaixonei por todos eles!

Um estilo urbano, super arrumado que serve para trabalhar, sair com o boy ou com as amigas, ir ao cinema… Serve para tudo e é com muita elegância envolvida, viu? Ele mistura peças super básicas (calça jeans, camisetas, tênis…) com outras mais arrumadinhas (peças com cortes alfaiataria, tecidos nobres como seda…) e tem looks certeiros para parecer super arrumada mas ainda ficar confortável e despojada em qualquer ocasião. Amei demais os três looks que montei com esse estilo e já quero todas as peças para colocá-los em prática!

Look 1: calça branca; camisa jeans com detalhe em renda (que deixa a peça muito mais feminina); bolsa Superwork KW preta Black Leaf; brincos de pérola estilo Dior, que são super delicados e modernos; um óculos de sol com lentes claras e a Sandália Heels Nicca na cor bege Khaki.

Look 2: tricô goiaba com detalhes dourados; short alfaiataria preto; brincos dourados estilo moicano; bolsa Molde cor gelo Agata Grey e o Sneaker Jolie na cor bege Palha, que deixou o look muito mais despojado.

Look 3: jeans com lavagem escura; tricô larguinho chumbo; brinco assimétrico super descolado; bolsa transversal Kolina bege Beige Blck Lght City e a Espadrille de couro Lizzy marrom Argila.

Realça a feminilidade de uma forma delicada. As roupas são leves e com cores claras, cheias de flores, pérolas, tecidos esvoaçantes. O melhor estilo para passar o dia no parque, ir ao cinema ou almoçar com a família. A produção é cheia de frescor, suavidade e naturalidade. É feminino, arrumadinho e fofo!

Look 1: vestidinho florido, de alcinha – que é um clássico nesse estilo; brincos dourados delicados; bolsa transversal Partybag KT rosa Pink Blush, que é pequena e delicada como o look e Sandália Heels Nicca na cor bege Khaki.

Look 2: regata branca; saia florida de pregas com cintura alta; colar de pérolas; bolsa Kolina bege Beige Blck Lght City e Espadrille de couro Lizzy metalizada Silver que deixa o look super atual.

Look 3: tricô goiaba; calça branca; brincos de pedras; bolsa Dominica bege Beige Blck Lght City e Sneaker Jolie na cor bege Palha. Quem foi que disse que não se usa calça no estilo romântico?

Praquele dia em que você quer ser misteriosa e séria, mas sem perder a pose. Preto é cor, sim! E combina com tudo, inclusive com mais preto (haha). Mas também pode misturar cores, pode colocar até candy color. Esse estilo me lembra muito a minha adolescência, porque eu era uma mistura meio indefinida entre clubber (quem lembra? Clica aqui pra viajar no tempo!), punk, metaleira e ainda tinha alguma coisa de patricinha. Para se transformar agora mesmo em princesa das trevas, é só se inspirar nessas ideias de look!

Look 1: top cropped com tiras; short preto cintural alta; brincos assimétricos; bolsa Earthbeat S preta Dazz Black e Sneaker Jolie prata Silver. Esse look quase total black prova que preto além de elegante é cheio de estilo!

Look 2: camisa regata preta com nozinho; jeans com lavagem escura; gargantilha de couro com pingente pesado de prata; bolsa Kolina preta Black City Kipling e Espadrille de couro Lizzy preta Black Kipling. Toda dark e graciosa pela vida!

Look 3: top cropped com tiras; short jeans cintura alta com tachinhas; jaqueta de couro preta; brincos estilo moicano; bolsa Dominica bege Beige Blck Lght City e Sandália Heels Nicca azul Navy

Ser básica é muito mais do que colocar um jeans e uma camiseta branca. Tá cheio de meninas que passam muita personalidade usando poucas peças em cores neutras. O estilo não só é pura praticidade, mas também é uma forma de otimizar as peças do seu guarda-roupas e encaixá-las em vários looks diferentes. A regra é clara: menos é mais! Só o essencial, mas ele não precisa ser sem graça.

Look 1: regata branca; calça jeans básica; colar geométrico em camadas, que dá um destaque todo especial ao look; bolsa Kolina preta Black City Kipling e Sneaker Jolie azul Listras Marinho.

Look 2: tricô larguinho chumbo; short preto cintura alta; brincos estilo moicano; bolsa Dominica bege Beige Blck Lght City e Espadrille de couro Lizzy marrom Argila.

Look 3: camisa branca com detalhe no ombro, pra dar um charme na peça; calça jeans com lavagem escura; brincos dourados; bolsa Superwork KW preta Black Leaf e Sandália Heels Nicca na cor bege Khaki.

Pra arrasar no grupo de amigas como a senhora das tendências, a detentora de todo o conhecimento de moda do universo, a poderosa Miranda Presley da nova geração! Fashionista entende de tudo o que está sendo usado nas passarelas e sabe colocar em prática na vida real. Muito blazer (que não precisa necessariamente ser vestido, mas pode ser estrategicamente posicionado no ombro), mix de estampas, tênis com vestido, camisa amarrada na cintura… Haja tendência para estar antenada! Mas o resultado final é sempre lindo e tem muito estilo!

Look 1: regata branca; jeans básico; blazer preto com detalhe branco; colar longo de franjas; bolsa Kolina bege Beige Blck Lght City e Espadrille de couro Lizzy metalizada Silver.

Look 2: top cropped com tiras; short preto cintura alta; blazer off white assimétrico; brincos divertidos de acrílico, que estão super em alta; bolsa de mão clutch Fuzzy Friend estampada Block N e Sandália Heels Nicca na cor bege Khaki.

Look 3: vestidinho florido, de alcinha; camisa jeans larguinha, para colocar por cima do vestido ou amarrada na cintura; brinco estilo moicano; bolsa Dominica bege Beige Blck Lght City e Sneaker Jolie na cor bege Palha.

Vocês perceberam que repeti algumas das peças de roupa? Com um pouco de criatividade, a gente consegue transformar totalmente um look mudando apenas um ou outro elemento. Também usei e abusei das lindas bolsas Kipling, que provaram ser tão versáteis quanto os sapatos, indo de um estilo a outro e sempre deixando tudo maravilhoso. Quero tudo! *-*

E ainda tem muitos outros modelos de sapatos nessa coleção maravilhosa. Tem sapatilhas, mocassins, botas, oxfords… Tem modelos o suficiente para mais uma infinidade de looks e estilos!


O que vocês acharam dos looks, dos estilos e dos modelos que escolhi? Com qual se identificou mais?

Para conhecer outros modelos da coleção de sapatos da Kipling (e se inspirar para muitos outros looks!) você pode visitar o site da marca: www.kipling.com.br. E eles ainda tem um blog lindo demais!


Esse post é para participar da IV Seleção de Correspondente Kipling. Cruzem os dedos aí e torçam junto comigo! ❤

Planner Realize 2018 – Ateliê Donna Rita
Redken Curvaceous – No Foam (Shampoo / Co-wash) e Ringlet (Finalizador / Definidor de Cachos)
Meu Planner 2017 – Loja Donna Rita
Página 3 de 31
1234567... 31››