Subexplicado

Réveillon 2014 em Monte Verde – MG

Fonte da Imagem: natalemmonteverde.com.br
     Como passaram o fim do ano?
     Espero que muito bem! Afinal, para começar o ano bem, nada melhor do que terminar bem o anterior!
     O Natal nós passamos com meus pais e meus irmãos, em Águas de Santa Bárbara – SP, onde eles moram.
     Já na virada para 2014, o Arthur e eu decidimos conhecer algum lugar diferente,  longe de muvuca.
     Pesquisei bastante e achei Monte Verde, no Sul de Minas. Fica perto de onde moramos (São José dos Campos / SP), menos de 200 km.
    A cidade é pequena, tem menos de 20 mil habitantes. O "point" é uma única avenida, chamada Monte Verde, onde fica concentrada a maior parte dos restaurantes e o comércio em geral.
Vista dos Chalés da Pousada Grayaca

     Ficamos hospedados na Pousada Grayaca , mas eu sinceramente não indico. Várias informações que me passaram eram meias-verdades e o atendimento, principalmente para fazer a reserva, não é dos melhores.

Monte Verde é uma cidade serrana, como Campos do Jordão. A temperatura estava bem amena, Ficou em torno de 20º durante os 4 dias que passamos lá e apesar de ter nos impossibilitado de usar a piscina, eu adorei o "friozinho" – quando saímos de Monte Verde, estava fazendo 16º, chegamos em São José e estava 32º, quase morri de desgosto (hahaha).

Melman, na Pedra Redonda
     O forte da cidade é a natureza, existem várias trilhas, tanto para fazer a pé, como de quadriciclo (que é alugado por lá – existem muitas operadoras que fazem o passeio, a maioria fica na Av. Monte Verde mesmo), de carro 4X4, de cavalo (também dá pra "alugá-los").
     Acabamos fazendo apenas uma trilha, para a Pedra Redonda. Pretendemos voltar para explorar o lugar, mais radicalmente… O Melman não ia querer parar quieto em cima do quadriciclo!
      Na verdade, andar pelas ruas da cidade de carro já é quase um passeio off road (haha). As ruas são muito esburacadas, mas são MUITO mesmo! Por toda parte..
Arthur e Melman, meus modelos preferidos!
     A Av. Monte Verde toda estava super decorada, do Natal. Muito bonita, mesmo! Pena que as minhas fotos não ficaram boas. A cidade estava bem cheia, mas mesmo assim tranquila!
     Uma coisa muito importante a ser dita: a cidade é muito receptiva com cachorros! Eles podem entrar no mercado, muitas pousadas os aceitam e inclusive vários restaurantes! Por isso, se você tem ou gosta, é o destino ideal! Se não gosta, melhor ficar longe!
     Nós adoramos isso! Encontramos várias famílias andando com seus peludinhos, fizemos amizades… O Melman então, estava no paraíso!
     A virada em si, foi bem tranquila! Tinham vários restaurantes que fecharam pacotes com jantar e festas para o Réveillon, mas optamos por não ficar em nenhum, já que o Melman não para quieto. Também teve restaurante que serviu jantar, sem necessariamente ser um pacote e isso foi ótimo!
     Na hora dos fogos, fomos ao Aeroporto – o mais alto do Brasil! Lá estava lotado, pois foi a melhor vista para o show de luzes, de toda a cidade. Acabei ficando dentro do carro, com o Melman, pois começou a chover.
     Um alerta MUITO GRANDE: Leve dinheiro vivo!!! Não sei o que acontece, mas vários lugares não aceitam cartão, seja débito ou crédito, e o único banco que vi por lá foi o Bradesco.
     Foi uma viagem muito gostosa e uma virada bem tranquila, gostamos muito! A cidade é aconchegante, as pessoas são educadas.
     Com certeza eu recomendo, principalmente se você gosta de natureza, quer fugir do calor excessivo e da agitação.

Se quiser saber mais sobre a cidade, vale a pena visitar o Guia Monte Verde, lá tem tudo: dica de passeios, hotéis, restaurantes, previsão do tempo… Enfim, bem completo! 🙂

Amantikir Garden – Campos do Jordão – SP
(O dia em que eu não subi a) Pedra do Baú – São Bento do Sapucaí – SP
SOS Cupcakes – São Paulo / SP
6 comentários
  • GUIA MONTE VERDE

    Tudo bem, Cah? Fico contente que tenha gostado do passeio! Só uma correção: a avenida principal, que é o centro comercial onde ficam os restaurantes e operadoras de passeios, é a Avenida Monte Verde (e não a Sol Nascente). Deixo o meu convite para você relembrar o seu passeio visitando o GUIA MONTE VERDE (http://www.guiamonteverde.com.br) e, se gostar, agradeço a indicação do site no seu blog.

    Grande abraço e muitas viagens em 2014!

    Angelo
    autor do GUIA MONTE VERDE

    Responder
    • Cah Martins

      Angelo, obrigada pela correção! Já arrumei no post!! 🙂

      Coloquei o link do Guia Monte Verde tbm, pois eu visitei o site antes da viagem e foi super útil!

      Monte Verde é uma delícia mesmo e com certeza voltaremos!!

      Obrigada! Tomara que sejam muitas viagens mesmo! Pra todos nós!!!
      Um abraço!

      Responder
  • babimontec

    Gente, que graça esse lugar! Pena que a pousada não é isso tudo, na foto parece bem aconchegante :/

    To doida pra ficar em um friozinho assim, onde eu moro tá um calor insuportável. Dá nem vontade de sair de casa!

    Beijos!
    Um Metro e Meio de Livros

    Responder
    • Cah Martins

      Oi Babi!!!
      Lá é muito gostoso mesmo! Felizmente a pousada foi só um detalhe desagradável….

      Esse calor que está fazendo só vai bem pra ficar na praia ou na piscina, né? Fora dessas condições é totalmente desnecessário! rss

      Beijos

      Responder
  • Filipe Laia

    Oi tudo bom?
    Primeiramente adorei o layout do blog, muito lindo.
    Não conhecia a cidade mas já me encantei. Adoro frio s2
    Não curto cidade pequena porque já moro em uma e enjoei haha gosto mais das capitais. Mais deu muita vontade de visitar Monte Verde, pena que moro um pouco "longe". Moro no leste de Minas gerais e minha cidade fica a 750km de distancia, ou seja, 11hrs de viagem (segundo o google maps).
    Vou curtir pelas imagens mesmo :/ #chatiado

    http://www.booksever.blogspot.com

    Responder
  • Cah Martins

    Oi, Filipe!
    Obrigada!!!
    Monte Verde é muito gostoso mesmo, mas 750 km é longe demais! rss
    Eu sou o contrário de você: adoro cidade pequena, pois a que moro é grande demais pro meu gosto, e depois que morei em São Paulo, peguei um trauma de metrópole… kkkkkk
    Mas já morei em muita cidadezinha pequena na vida tbm….
    🙂

    Responder