Sobre fazer acontecer…

Em 27.09.2014   Arquivado em Pessoal



Hoje faz 14 dias que não publico nada no blog. Não me lembro de ter passado tanto tempo sem postar, pelo menos não com o blog ativo. Infelizmente as coisas estão mais corridas do que eu previ e acabo ficando totalmente sem tempo para nada. Mil desculpas pra quem entra aqui e não encontra nada. E também um milhão de “obrigadas” por entrarem  <3

Estou no último semestre do meu curso técnico e com isso tenho que entregar um TCC, mas nem é isso que toma totalmente o meu tempo. O técnico é “fichinha” com tudo o que tenho estudado na faculdade. Acabei de fazer as primeiras provas desse semestre e percebi que tudo o que tenho passado tem sido apenas uma prévia do quanto estou ferrada! hauahuah

Em minha defesa, acho válido explicar que de segunda à sexta eu acordo 5:20 e vou dormir 00:30. Chego em casa, a tarde, 13:30 e saio novamente 18:00.. Entre chegar e sair, eu teria algum tempo se não tivesse todo o trabalho doméstico e atividades extra classe para fazer, dos dois cursos. Isso de segunda a quarta, porque nas quintas e sextas eu dou monitoria na faculdade e passo o dia todo fora. Pois é, não é fácil e é muito cansativo. Todos os dias eu torço para ficar rycah (com a megassena) antes de ficar louca com estudos, trabalho e rotina 😛

A verdade é que eu constantemente me sinto mal por ainda estar em minha primeira graduação com a minha idade e ainda por cima no técnico. Mas acho que nunca comentei aqui: eu estou mudando totalmente o rumo da minha vida profissional.

Anteriormente eu estudava Psicologia e o fiz por 3 anos, tinha como objetivo me formar e trabalhar na área hospitalar (mais especificamente oncologia). Mas nunca tive nenhuma facilidade com humanas e constantemente eu ficava sem entender nada do que a professora falava. Morria de medo de me formar de qualquer jeito, de ser qualquer tipo de profissional..

No segundo ano da faculdade eu comecei a trabalhar na Kitchens, uma loja de móveis planejados, e descobri minha paixão por plantas baixas e desenhos técnicos. Então, depois de um ano de muita indecisão, resolvi mudar de curso e entre um milhão de acontecimentos, acabei aterrizando em Projetos de Estruturas Aeronáuticas =D

Comecei a faculdade e percebi o quanto um curso técnico em Mecânica agregaria ao meu currículo e o quanto complementaria meus conhecimentos, aí fui parar no técnico, que felizmente se tudo correr dentro do esperado, finalizarei em Dezembro 🙂

Enfim, tudo isso pra falar que eu sinto muita falta do blog e que vou fazer de tudo para aparecer mais por aqui. Mas principalmente, para convencer a mim mesma de que nunca é tarde demais para mudar de ideia e que fazer o que temos afinidade é o que mais importa.

Nunca é tarde demais para buscar o caminho certo para o sucesso e consequentemente a felicidade 🙂

O que faz você feliz

Em 21.07.2014   Arquivado em Pessoal

Hoje eu estava em um daqueles dias de mau humor extremo. Foi minha volta às aulas parte 1 (faço 2 cursos, um sempre começa antes do outro) e eu não estava preparada.
Primeiro que não aproveitei as férias como queria, pois quebrei o braço no começo do mês, aproveitando as férias (andando de patins). E também porque eu nem mesmo separei as coisas das quais precisaria. Ontem eu passei um daqueles domingos preguiçosos e não fiz nada do que havia planejado. Acabou que eu fui pra aula com a mochila cheia de material do semestre passado, carregando peso à toa. Sendo que com o braço imobilizado, acabo carregando a mochila por uma alça só.
Um professor que eu odeio (sim, eu o odeio. Não, eu não vou retirar essa palavra) vai dar aula pra minha turma TRÊS dias na semana.
Também tive que carregar meu cartão de passe escolar quando saí da aula e isso fez com que eu chegasse em casa quase 15h (saio 12h da aula, mas como fica na cidade vizinha preciso pegar 2 ônibus, então chego em casa por volta de 13h20), porque depender de ônibus é uma me***… Pra completar, como passamos (o Arthur e eu) um fim de semana de extrema preguiça, a casa estava toda bagunçada, e não tem nada que sugue a minha energia tão bem quanto chegar em casa cansada e encontrar bagunça.
Eis que eu estava virando a esquina de casa, após descer do ônibus, com todo esse mau-humor acumulado e transbordante (e estava bem mal-humorada, pois uma senhora tinha acabado de bater a bolsa dela – cheia de tijolos – no meu braço machucado – o que causou uma dor agoniante – e ainda se achou no direito de me olhar com cara de que EU era a culpada pelas dores do mundo) quando me deparei com uma beleza ímpar: um ipê, todo florido, bem na minha rua!

Já comentei que AMO árvores floridas, e claro que eu já tinha reparado nesse Ipê aqui pertinho de casa (na verdade tem uns 4 na vizinhança). Mas não sei o que aconteceu, aquela visão me pegou em cheio! Parecia que ele estava ali só pra melhorar o meu dia, me fazer feliz. E foi o que aconteceu.

Cheguei em casa bem mais leve, mesmo com a bagunça – que já arrumei, quase sorrindo. Fui passear com o Melman e bati um papo super gostoso com algumas admiradoras dele na rua (ele sempre conquista muitos admiradores :P) e encontrei outro ipê todo lindo e exuberante, além de várias outras flores lindas pelo caminho. E ainda constatei que os pés de amora da vizinhança já estão todos carregados de frutinhas verdinhas. Amo amora.
Fiquei feliz por ter encontrado um lado bom no meu dia e ele estar terminando tão bem, depois do início mais ou menos.
Desejo mais lados bons da vida pros meus próximos dias, meses, anos…
E a pergunta ~pão de açúcar~ que não quer calar: O que você  faz pra ser feliz?

Meus Devaneios…

Em 01.06.2014   Arquivado em Pessoal
(Não sei de quem é essa foto, apenas a achei no Google Imagens procurando por “outono”)
O outono é ou não é a estação do ano mais linda? Eu adoro! Mesmo não tendo todo esse marrom-vermelho-laranja-amarelo que tem nos outonos do hemisfério norte e o nosso outono ser bem mais verde, acho lindo e amo. Adoro os dias com temperaturas mais frescas e o friozinho da noite.
Sei que o blog está com jeitinho de início de abandono – nem tanto pelas postagens, apesar dos 11 dias sem novidades, mas muito mais pela falta de resposta nos comentários e principalmente pela falta de visitas e comentários aos blogs que adoro e sempre estou lendo – mas não é nada disso. Como já disse antes, eu adoro escrever para o blog, e para mim é uma terapia. O problema nos últimos dias é a falta de tempo, já que o semestre letivo está acabando e como eu não fui nenhuma CDF da turma, acabo ficando desesperada por nota e pela bondade dos professores em abonarem meu excesso de faltas… É loucura e estresse garantidos!
Minhas férias começam na próxima sexta-feira, mas não totalmente. Com a greve que os professores estaduais fizeram no meio do semestre, ficaram várias reposições para serem feitas e elas foram colocadas nas férias. Felizmente poucos professores meus aderiram, então não terei aula todos os dias, mas apenas 3 dias na semana, por quase todo o recesso =/

As leituras foram deixadas um pouco de lado nesse último mês, mas não totalmente. Terminei de ler O Festim dos Corvos (quarto livro de As Crônicas de Gelo e Fogo); li Os Deixados para trás – que vai estrear série na HBO no fim de junho, baseada nele, chamada The Leftovers – adorei e pretendo resenhá-lo em breve; e comecei a ler A Dança dos Dragões (quinto e último livro publicado de As Crônicas de Gelo e Fogo) e preciso dizer que estou na metade e já comecei a entrar em depressão pelo sexto livro ainda não ter sido publicado. Provavelmente vou entrar pro clube dos malucos que atormentam o George R. R. Martin pela publicação do bendito (hauahua). Quero resenhar todos os livros da série, mas o farei com mais cuidado, já que quando releio a minha resenha de A Guerra dos Tronos vejo que deixei de falar muita que gostaria de ter falado.

Também entrei em um grupo de um projeto fotográfico, o 6 on 6 – pra quem não conhece, trata-se de um projeto onde posta-se 6 fotos todo dia 6 de cada mês – e estou super animada, pois sempre adorei ver as fotos desses projetos… Em junho (bem no dia 06 do mês 06, só pra ficar mais redondinho ainda hauahua) vou começar o/. O grupo que entrei tem mais de 20 blogs participando. O tema das fotografias varia entre livre e temas pré-definidos… #Chegalogodia6!!!

Estou cheia de ideias pra arrumar o layout nas férias, mas não prometo, já que depende de mais do que tempo… Vamos ver se consigo…

Enfim, obrigado à todos que mesmo no semi-abandono não deixaram de visitar o blog 🙂

Um beijo!!!

 

O que todo mundo ama e eu odeio.

Em 08.05.2014   Arquivado em Rotaroots
Olá, gente!!!
Estou sumida, tenho que fazer os dois últimos posts do Desafio 30 contos em 30 dias (que já terminei mas ainda não tive coragem de escrever). Estou SUPER cheia de coisas nesse fim de semestre e todo o meu tempo live estava sendo gasto com a conclusão da leitura do livro O Festim dos Corvos, que estava PEGANDO FOGO! hauahauah
Tenho uma prova super tensa e preciso estudar, e como o Arthur (meu marido lindo) está viajando a trabalho a mais de 15 dias e volta amanhã, não vou conseguir fazer no fim de semana, só matar a saudade (rss).

Enfim, vim fazer a blogagem coletiva do Rotaroots de maio. Adorei o tema  “O que todo mundo ama e eu odeio” e consegui definir bem rápido 4 coisas que todo mundo sempre me olha torto quando falo que não gosto, podem me olhar torto também, estou acostumada! hauahuauah

 

 Estrogonofe
Com toda a certeza do mundo, essa é a coisa com a qual as pessoas mais se espantam por eu não gostar. Sempre rola aquele bulling do tipo: “nossa, que fresca, não come nem estrogonofe???” e todo mundo se incomoda por eu não comer, simplesmente porque adoram eu não tenho o direto de passar mal até com o cheiro.
Por que eu não gosto? Detesto catchup, odeio creme de leite em comida salgada e não como champignon de jeito nenhum! Se eu for na sua casa e você fizer esse prato, não tem importância, eu adoro arroz com batata palha!
Bater perna no SHOPPING
Me odeiem, mas pra mim shopping não é lugar de passear. Quer comer algo? A praça de alimentação é ótima pra isso. Precisa comprar algo? O.K. o shopping tem todo tipo de loja. Quer ir ao cinema? Quase todo shopping tem cinema, bora!
Mas, por favor, não me chame pra ir dar uma volta no shopping. Não existe porquê nem pra quê! Tem um milhão de lugares muito mais adequados para isso, com natureza, ou exposições de arte, ou qualquer outro tipo de atração.
Inclusive, em vésperas de datas comerciais, não me chame pra ir ao shopping nem pra uma dessas coisas específicas, eu fujo!
Catchup, Mostarda e Maionese
Não consigo nem sentir o cheiro. Não como, de jeito nenhum! Nem por dinheiro. Várias vezes já comprei lanches para viagem e vieram com um dos três ou até os três juntos, não comi. Hoje já aprendi a lição, sempre inspeciono o lanche quando me entregam. Já escapei várias vezes de ficar sem comida rss…
TV aberta
Não é frescura, são princípios. Não adianta me falar que só assiste TV aberta porque não pode pagar assinatura de TV a cabo, é mentira! Conheço N pessoas que tem TV a cabo e assiste muito mais a aberta (meus pais, meu sogro, vários amigos), assim como conheço pessoas que não assistem nada – quando eu morava sozinha e não podia pagar, a TV simplesmente ficava desligada. O meu problema com as emissoras abertas é o sensacionalismo (lógico que também existe em canais fechados, mas não são em todos os programas, tem mais opções pra selecionar). Algum tempo atrás eu gostava de ver o Vai das Namoro, no programa do Rodrigo Faro, quando passava antes do programa do Marcos Mion – que eu também assistia. Acabei parando de assistir pois os dois programas foram se tornando mais apelativos a cada sábado até que não dava mais pra ver. O mesmo aconteceu com CQC, um programa que eu adorava e perdeu toda a graça depois que começaram a querer chamar muita atenção. Gosto muito do Danilo Gentili e ainda não vi o programa dele (passa tarde demais e estudo de manhã), talvez seja bom, não sei. Não quero generalizar, mas sempre que tento ver TV aberta fico com raiva.
Essas são as coisas que eu odeio e todo mundo ama. Espero que entendam meu ponto de vista e não me achem fresca (hauahuaha).
E você? Quais são as coisas que todo mundo ama e você odeia?
Beijoo!!!

Eu voltei!!!

Em 27.03.2014   Arquivado em Blog

Muito boa tarde, pessoal!!!

Como podem ver, pelo título e alegoria (rs) eu estou de volta!
Primeiramente, gostaria de me desculpar pelo sumiço, eu realmente tive um começo de ano bem conturbado e estou colocando tudo nos eixos. Adoro escrever, por isso eu insisto em continuar com o blog. Acredito que se não conseguirmos fazer as coisas que nos dão prazer, nossa vida não vale a pena, independente do que se faz, do quanto se ganha, temos que VIVER e nos permitir aquele momento de prazer do dia e o meu se dá lendo e escrevendo. Vou me esforçar mais para fazer o negócio andar por aqui!

O nome do blog mudou, assim como o layout. Eu me esforcei muito para fazer um layout bonito, limpo e original, mas não foi dessa vez :(. Por enquanto vou deixar assim, mas pretendo mudá-lo, quem sabe contratar alguém para fazer por mim, não sei.

Voltarei ainda hoje com um post novo, obrigada a quem visitou mesmo com o blog em decadência, as coisas vão melhorar!!! 🙂

Um beijo,

Página 1 de 212